Diogo Hoffmann cobra do Estado ampliação de vagas do TFD de Petrolina

por Antonio Carlos Miranda // 19 de março de 2024 às 18:00

Foto: Nilzete Brito/Ascom CMP

Após as últimas críticas à Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa), na semana passada, o líder governista na Câmara de Petrolina, vereador Diogo Hoffmann (PSC), voltou a cobrar o Governo de Pernambuco. Desta vez, a demanda foi na área de saúde.

Em requerimento 088/24, apresentado na sessão plenária desta terça-feira (19), Hoffmann apelou à secretária estadual de Saúde, Zilda Cavalcanti, para que amplie as vagas para exames e procedimentos de alta e média complexidade do Tratamento Fora do Domicílio (TFD) do município sertanejo.

O vereador disse ter recebido relatos de que, para determinadas especialidades médicas, o Estado disponibiliza apenas uma ou duas vagas ao longo do ano para Petrolina. “É inadmissível que a terceira maior cidade de Pernambuco, que já sofre porque o governo do Estado não nos dá o hospital regional, ainda tenha uma ou duas vagas para a realização de procedimentos complexos”, lamentou. O governista lembrou ainda que o município fez sua parte em relação a melhorias no TFD na capital, Recife. No entanto, a quantidade de vagas nessa modalidade e a responsabilidade quanto à média e alta complexidade são do Estado. O requerimento, que foi subscrito por outros vereadores, foi aprovado por 14 votos.

Diogo Hoffmann cobra do Estado ampliação de vagas do TFD de Petrolina

  1. Sábia disse:

    KKK, é cada vereador que nunca vi falar que aparece em ano de eleição cheio de cobrança e de propostas……kkkk

  2. Tamodelho disse:

    E os auxílios combustíveis de mais de 4000 mil para cada vereador ainda tá pouco ou vão pedir aumento ano que vem? Isso fora o salário de cerca de 20mil por mês e fora verbas de gabinete.

  3. maria disse:

    Porquê não ampliar os serviços médicos aqui em Petrolina ao invés de gastar com esse TFD? O que impede de se fazer o tratamento aqui?

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Últimos Comentários