Detran e SAC da Bahia vão exigir comprovante de vacinação para atendimento presencial

por Carlos Britto // 20 de novembro de 2021 às 17:32

Foto: Reprodução

Os atendimentos presenciais no Departamento Estadual de Trânsito (Detran) e no Serviço de Atendimento ao Cidadão (SAC) estarão liberados, a partir do 1º de dezembro em toda a Bahia, somente para quem comprovar que tomou a vacina contra a Covid-19. A visitação social às unidades de saúde e às unidades prisionais do Estado também fica condicionada, a partir de 1º de dezembro, à vacinação.

A medida será publicada em decreto no Diário Oficial do Estado deste sábado (20). A imunização com as duas doses ou em dose única será comprovada mediante apresentação do documento fornecido no momento da imunização ou do Certificado Covid, obtido por meio do aplicativo ‘Conecte SUS’, do Ministério da Saúde.

Para garantir o cumprimento do decreto nº 20.894, as medidas adotadas pelos órgãos municipais de Vigilância Sanitária serão acompanhadas pela Secretaria da Saúde do Estado (Sesab), através da Diretoria da Vigilância Sanitária, e apoiadas pela Secretaria da Segurança Pública (SSP), por meio da Polícia Militar e da Polícia Civil.

O decreto mantém autorizados, até o dia 30 de novembro, os eventos e as atividades com até 3 mil pessoas, incluindo aqueles com venda de ingressos. Permanece obrigatória a comprovação da imunização contra a Covid-19 por todos os envolvidos nos eventos: artistas, público, equipe técnica e colaboradores. Também devem ser respeitados os protocolos sanitários, especialmente o distanciamento social e o uso de máscaras.

A presença de torcedores em eventos desportivos segue liberada, desde que não ultrapasse 70% da capacidade dos equipamentos esportivos. Os torcedores precisam comprovar que tomaram as duas doses da vacina contra Covid-19 ou a dose única. O distanciamento social e o uso de máscaras são obrigatórios.

Detran e SAC da Bahia vão exigir comprovante de vacinação para atendimento presencial

  1. ysrebelde disse:

    Os casos de Covid tem crescido em todo país. A pergunta de 1 milhão: se mais da metade da população está vacinada, pq a obrigatoriedade da vacina? se ela é eficaz pq a pessoa está sendo obrigada a se vacinar? quem tomou não está imunizada? que risco os vacinados correm? Eu só vejo uma explicação plausível para essa palhaçada de passaporte de vacinação: controle da população. Primeiro foi um lockdown insano, com o slogan “fica em casa, a economia a gente vê depois”. Depois ficamos proibidos de discutir tratamentos precoces, e agora estamos sendo obrigados a tomar uma vacina experimental, sem se saber reações a médio e a longo prazo. As pessoas precisam começar a questionar o real motivo dessa medida. Vamos parar de discutir sobre a realização ou não do carnaval, e levar a sério essa medida que a meu vê é um controle perigoso da população. Estamos dando poder demais a aspirantes de tiranetes. Só para constar eu tomei as 2 doses da vacina, mas por opção minha, não pq um sem noção me obrigou.

  2. Jonas disse:

    Falou tudo, meu caro, concordo 100% com você! A única explicação para esses passaportes vacinais é esta: controle, e mais controle! Claro que esses políticos que aprovam isso também ganham seus “bônus” do lobby farmacêutico! Tudo pela nossa saúde obviamente! SQN.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *