Deputado Aluísio Lessa propõe destinação de percentual de emendas dos parlamentares para ajudar Governo de PE a comprar seringas

1
Foto: reprodução

Com o primeiro ciclo de remanejamento de emendas para 2021 prestes a se iniciar, o deputado estadual Aluísio Lessa (PSB) propôs, durante reunião plenária para a instalação do período extraordinário, na manhã desta terça-feira (12), que os parlamentares da Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe) destinem um percentual de suas emendas para a compra de seringas, auxiliando o governo do Estado e a Secretaria Estadual de Saúde (SES) na vacinação contra a  Covid-19.

O orçamento de emendas para todos os parlamentares é de cerca de R$ 111 milhões. A mesa diretora poderia propor ao deputados, em um esforço junto ao Governo do Estado e à Secretária de Saúde de Pernambuco para a vacinação, propor um percentual de 10% ou outro número a definir para a aquisição de seringas. Seria a colaboração de cada deputado com a campanha de vacinação para Pernambuco” ressaltou Aluísio.

Lamentando a inércia do governo federal, que ainda não definiu data para o início da campanha nacional de vacinação, Lessa ressaltou que é preciso que os demais poderes públicos se mobilizem em prol da população. “A gente não tem notícias de Brasília de quando a campanha nacional de vacinação será iniciada. Enquanto isso, os 184 prefeitos de Pernambuco, através da Amupe, buscam respostas. Temos de atacar com o que temos nas mãos, que são os orçamentos aprovados na Lei Orçamentária para 2021. Acredito que nós, parlamentares, podemos somar esforços com o Governo do Estado e os prefeitos nesta campanha que envolve a saúde de toda a sociedade pernambucana”, frisou.

1 COMENTÁRIO

  1. D E M A G O G I A

    Isso se chama “jogar pra galera”. Ora! Um conjunto de seringas custa QUINZE CENTAVOS DE REAL, o governo federal comprou a R$ 0,13.
    A população de Pernambuco não chega a 10 milhões de habitantes, cada pessoa tomando duas doses da vacina, consumiria menos de 20 milhões de seringas, a R$ 0,15 daria menos de 3 milhões de reais.

    O GOVERNO DE PERNAMBUCO PRECISA DE “DOAÇÃO” PARA COMPRAR SERINGAS?

    O problema das seringas não é o dinheiro, é onde comprar.

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome

quinze − seis =