Curaçá: Falta de pavimentação na BA-210 continua revoltando moradores da zona rural

0

BA-210 RIACHO SECO -CURAÇÁ

A falta de pavimentação da BA-210 tem provocando constantes acidentes e prejuízo aos moradores de Riacho Seco, Pedra Branca e demais comunidades da zona rural de Curaçá, no norte da Bahia. Há anos, a população local sofre com o estado precário da rodovia, que está completamente deteriorada e oferece riscos a quem precisa transitar diariamente por esse trecho.

São mais de 40 quilômetros do Centro de Curaçá até o distrito de Riacho Seco. A maior parte da estrada é de terra, com muitas pedras e buracos. A outra parte que ainda tem asfalto também está em péssimas condições. De Riacho Seco até o Perímetro de Pedra Branca são mais de 20 quilômetros de estrada ruim.

Os motoristas precisam fazer ziguezague na rodovia para desviar das ‘crateras’ e acabam correndo risco de provocar acidentes. A poeira é outro fator que dificulta o tráfego, além de animais soltos ao longo do caminho. À noite a situação piora, pois não existe sinalização. Sem falar nos prejuízos causados nos veículos.

O cenário da BA-210 também contribui para a ação de bandidos, que aproveitam a baixa velocidade dos veículos para praticar assaltos. No último dia 31 de maio, o Governo da Bahia fez um empréstimo milionário ao Banco Mundial, para recuperar estradas baianas. No entanto, a situação do trecho da BA-210 até as localidades da zona rural de Curaçá ainda é incerto. Com a palavra, o Governo do Estado.

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome