Criar filho na Bahia até se formar pode custar até R$ 400 mil

por Carlos Britto // 19 de abril de 2009 às 17:03

As exigências podem parecer pequenas no começo: leite materno, fraldas e a atenção de uma mãe insone. Nesse período, o gasto médio de um filho até os 4 anos,em Salvador, não passa de R$ 500 por mês.

Mas, à medida que crescem, aumenta o apetite dos pimpolhos sobre as contas bancárias dos pais. Estima-se que, em média, R$ 400 mil sejam investidos pelos soteropolitanos na criação de um filho, do nascimento até a faculdade, por volta dos 23 anos.

No entanto, em famílias de classe média alta, o sustento do herdeiro pode ultrapassar a casa de R$ 1 milhão. Porém o custo é 30% menor quando comparado a cidades como São Paulo e Brasília – considerados os locais mais caros para se criar filhos. Os números são do Instituto Nacional de Vendas e Trade Marketing (Invent), que investigou os hábitos de 320 famílias ao longo de 2008.


Fonte: Correio da Bahia

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *