Contaminado pelo coronavírus na reta final da campanha, Cícero Freire chora em discurso de despedida: “Não vou baixar a cabeça”

11
Foto: Jean Brito/CMP divulgação

Momentos antes da votação de quatro projetos do Executivo na última sessão plenária de 2020, terça-feira (29/12), o vereador Osório Siqueira (MDB), que presidia a Mesa Diretora pela derradeira vez, abriu espaço para os colegas. Quem renovou mandato, fez um balanço de suas ações durante a legislatura que se encerrou ontem (31/12). Quem não conseguiu, fez isso também, mas em tom de despedida. Nesse último caso, os discursos foram bem realistas, mas chamou atenção o do vereador Cícero Freire (Republicanos).

Contaminado pela Covid-19 durante a campanha, Cícero teve de seguir as rigorosas recomendações das autoridades sanitárias, o que acabou restringindo suas ações em busca do voto do eleitorado petrolinense. Em sua fala, Cícero destacou seu trabalho, a exemplo de cobrar da prefeitura ações contra crimes ambientais praticados pela Compesa ao Rio São Francisco, entre outras dessa área, além da defesa dos direitos das crianças e adolescentes e dos animais de rua.

O vereador relatou sua trajetória até chegar à Casa, citando a fundação do PR local. Para o pleito deste ano ele revelou que estava montando a comissão do PP, mas o projeto não avançou. Ele, então, conseguiu levar 16 filiados para o Republicanos, conseguindo eleger três vereadores. Em certo momento de sua fala, o vereador não conseguiu segurar a emoção e foi às lágrimas ao lembrar que foi diagnosticado com Covid-19 faltando 20 dias para as eleições. “Tive que ir para o hospital em Juazeiro, depois fiquei mais 10 dias em casa, sem poder fazer visitas (aos eleitores). Não tive o sucesso da vitória, mas tive o sucesso de ser muito bem votado, mesmo não fazendo uma eleição que gostaria de fazer, se tivesse com a saúde em dia”, afirmou.

Após agradecer à sua família e aos amigos, Cícero caiu no choro ao dizer que ama Petrolina. “Não vou baixar a cabeça. Se o famigerado Covid-19 levou a vida de muitos brasileiros e de muitas pessoas pelo mundo afora, ele não conseguiu me levar porque Deus é muito bom, e Deus sabe da responsabilidade que tenho com meus filhos. O meu projeto maior é ver Petrolina feliz, mas com meus filhos formados em Medicina e ajudando o povo dessa querida terra a vencer não só a vencer as doenças, mas as dificuldades que vida dos coloca. Quero pedir a todos que não tiveram sucesso junto comigo, não baixem a cabeça. Vocês são guerreiros, sabem lutar e vão saber buscar o seu mandato de volta, porque esta Casa não é emprego de vereador. O mandato quem dá é o povo, e quem tira é o povo”, disse.

Outros discursos

Outros vereadores não reeleitos, a exemplo de Paulo Valgueiro (PSD), Ronaldo Cancão (DEM), Cristina Costa (PT) e Elias Jardim (PHS), sublinharam sempre em seus discursos a palavra “gratidão”, reforçando seu sentimento de terem cumprido seu papel nos últimos quatro anos. Destes, apenas Elias abriu mão de disputar mais um mandato no pleito deste ano.

11 COMENTÁRIOS

  1. Este Senhor é patético, apresentava uns projetos de lei, sem pé e sem cabeça, lutou para chagar a Câmara Municipal, e quando conseguiu, envergonhou a Cidade, será vereador de único mandato, para o bem da cidade.

    • Fala isso porque nunca precisou. Quem precisou sabe que se um ente querido precisar ir ao hospital, pode ligar 4 da manha que ele atende e leva. Se precisa de ajuda em um velório, ele esta la e da todo o auxílio. Sou testemunha porque ja precisei e conheço muitos que precisaram e ele compareceu. Diferente de muitos políticos que só aparecem na época da campanha, esse ai sim sabe ajudar o povo.

      • Isso é corrupção. Não é papel do vereador servir a indivíduo. O papel dele é servir a comunidade, fiscalizar e criar condições para que todos sejam atendidos no seu devido tempo. Nada de carteirada, furar fila, nesse caso você pode tirar o lugar de quem pode estar em pior situação que você.
        Pena que só ele com esse comportamento foi para a rua, pois os outros deveriam ter sido demitidos.

    • Cicero meu amigo, 4 anos passa rapido. Vc sabe que pode contar sempre comigo. Quando precisei de você você esteve presente e nunca irei esquecer. Sou grato meu irmão.

  2. Trabalhou incansavelmente por as pessoas. Quem o precisou é testemunha disso. Obrigado Cicero por sempre ter comparecido quando precisamos de você. Sabemos que sua luta não é de hoje, e que seu trabalho continua o mesmo com mandato ou sem. Pois o verdadeiro político trabalha pelo seu povo de coração, e abraça essa difícil missão que Deus o honrou. Agradeço hoje e sempre.

  3. Cicero é um grande homem. Político de sangue alma e coração. Quem conhece a sua luta e a sua história de vida sabe que o trabalho não termina aqui. Siga em frente Cícero, estamos com vc!

  4. Amigo petrolina de quer de volta
    O povo sabe o quanto vc fez e faz pelo o povo principalmente os menos favorecidos
    4 anos se passa rapido e vc voltara com
    Honrra e glorias
    Amem

Deixe uma resposta para Marcos Cancelar resposta

Comentar
Seu nome

4 − um =