Conselho Universitário decidirá na terça-feira se aulas da Univasf retornam no dia 1º de outubro

0

Após 127 dias de greve, o Sindicato dos Docentes da Univasf (Sindunivasf) anunciou, no dia 18 de setembro, a suspensão temporária da paralisação que foi votada em assembleia da categoria. No mesmo dia, à tarde, os representantes sindicais entregaram ao reitor Julianeli Tolentino de Lima, documento comunicando a decisão de retorno dos professores à sala de aula no dia 1º de outubro. A proposta teve a concordância da Reitoria, mas a decisão caberá ao Conselho Universitário (Conuni), que irá se reunir nesta terça-feira (25), em sessão extraordinária, às 14h, no campus da instituição em Petrolina.

Segundo a Pró-reitoria de Ensino (Proen), na reunião será apresentada aos conselheiros uma proposta de reintegração do calendário acadêmico. Se aprovada, de acordo com a Proen, a previsão é que o semestre 2012.1 seja concluído por volta do dia 29 de novembro deste ano, ficando para janeiro de 2013 a abertura das atividades do semestre 2012.2. A expectativa é que em 2014 todos os semestres letivos sejam normalizados.

Durante a reunião com os membros do Sindunivasf, o reitor Julianeli Tolentino destacou que a universidade não medirá esforços para que o impacto dos dias de paralisação sejam minimizados para estudantes, professores e técnicos administrativos. “A nossa intenção é que possamos deliberar o quanto antes a proposta de retorno às aulas e sobre o calendário acadêmico que será reestruturado. A sugestão de retorno às aulas no dia 1º de outubro é para que os colegiados e professores tenham tempo de planejarem as suas atividades para o reinício do semestre letivo”, avaliou o reitor. (Fonte/foto: Ascom Univasf)

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome