Condenado jovem que vazou fotos de autópsias de Marília Mendonça e Gabriel Diniz

por Carlos Britto // 28 de setembro de 2023 às 18:39

Fotos: Instagram/reprodução

André Felipe de Souza Alves Pereira, de 22 anos, foi condenado pela Justiça do Distrito Federal após o vazamento de fotos das autópsias de Marília Mendonça (1995 – 2021) e Gabriel Diniz (1990 – 2019). O réu já havia sido preso preventivamente no dia 17 de abril, em Santa Maria, no Rio Grande do Sul, mas teve sua pena determinada na quarta-feira (27). Ele responderá pelos crimes de vilipêndio a cadáver, divulgação do nazismo, xenofobia, racismo contra nordestinos, uso de documento público falso, atentado contra serviço de utilidade pública e incitação ao crime, totalizando 10 anos e três meses de prisão. O regime inicial de cumprimento da pena será o semiaberto.

De acordo com o Jornal Extra, além de delituosa, o juiz Max Abrahão Alves de Souza também entendeu como maldosa a atitude de André: “A natureza das fotografias expostas e os comentários realizados pelo réu através do seu perfil na então rede social Twitter demonstraram o inequívoco objetivo de humilhar e ultrajar os referidos mortos, cujas imagens invocaram grande apreço popular, circunstância que comprova o dolo inerente ao tipo penal“.

Marília Mendonça morreu num acidente de avião em 2021, mesma causa da morte de Gabriel Diniz, em 2019. Apesar de não estar incluído no processo, Cristiano Araújo, morto em 2015 por conta de um acidente de carro, também teve fotos de seu corpo compartilhadas por André.

Nos perfis administrados por ele, o réu ainda chamou o povo nordestino de ‘escória’ e chegou a sugerir colocá-los em campos de concentração. Em outro momento, André Felipe de Souza Alves Pereira atribuiu a culpa pela destruição dos povos à miscigenação de culturas e nações e usou símbolos de uma cruz suástica. (Fonte: Quem)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Últimos Comentários

  1. A manutenção da estátua de Daniel Alves manterá também a contradição de seus atos. Hoje os monumentos também servem para…