Comunitário reclama de valor cobrado pela Compesa na conta de água

1

Um morador da Rua João Amaro Ferreira, nº 256, no bairro Cohab Massangano, em Petrolina, está vivendo um impasse com a Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa). Segundo ele, sua conta de água está chegando ‘com valores absurdos’, além disso, ele afirma que o hidrômetro continua girando, mesmo com o registro fechado, algo que ele diz não saber explicar.

O morador afirma que, ao relatar a situação, eles sempre tentam jogar a culpa do valor da conta de água no consumidor. “Tudo deles é vazamento, mas todas as vezes que estive lá, sempre mostrei vídeos do hidrómetro girando e eles alegam que isso é normal, que o problema ocorre por conter vazamento no local”.  Ele ainda continua, como é que se fecha um hidrômetro e o mesmo não para de contar a vazão de água?”, questionou.

A cobrança definida como ‘sem cabimento’ pelo comunitário está causando revolta e ele quer um posicionamento da Compesa em relação à situação, já que, segundo ele, várias reclamações já foram feitas. A equipe de reportagem do blog entrou em contato com a Compesa e aguarda uma resposta.

1 COMENTÁRIO

  1. Aconteceu comigo aí mesmo na cohab, foi quando depois de cavar no quintal, descobrir que o cano havia se rompido e estava girando o registro. Pode ser isso, na maioria dessas casas a encanação é péssima. É melhor chamar algum encanador pra ver, porque a compesa não atua no interior das residências. Eu paguei um encanador particular!

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome