Comunitário aciona Ministério Público para pedir segurança no Restaurante Popular de Petrolina

9

GEDC5119Os frequentadores do Restaurante Popular de Petrolina continuam preocupados diante da falta de segurança no local. Depois de pedir ajuda a várias autoridades, um cliente decidiu acionar o Ministério Público de Pernambuco (MPPE) para pedir a presença de guardas municipais no estabelecimento.

O comunitário Bruno Alves conta que vem enfrentando uma verdadeira peregrinação para resolver o problema. Segundo ele, a decisão de acionar o MPPE só veio depois de pedir, em vão, a ajuda da Polícia Militar (PM), da prefeitura municipal, da Guarda Patrimonial e da Câmara de Vereadores.

Eu decidi ir ao Ministério Público porque eu já pedi ajuda à polícia, à prefeitura e por último fui à Câmara. Já que ninguém tem feito nada, vamos ver o que o Ministério Público pode fazer”, contou.

Segundo o comunitário, ao enviar ofício ao 5º Batalhão da Polícia Militar (BPM), ele foi informado que a segurança no local era de responsabilidade da Guarda Patrimonial.

Na época eu falei com o comandante que já saiu, levei ofício, mas ele me explicou que a polícia não poderia fazer nada, primeiro porque não tinha gente suficiente, depois porque aquele local seria uma responsabilidade da Guarda Patrimonial”, disse.

Insegurança

O frequentador explica, ainda, que o motivo da reivindicação é a presença constante de pessoas, aparentemente drogadas, que muitas vezes brigam entre si – o que gera insegurança aos frequentadores.

Eu mesmo já presenciei várias brigas de pessoas, aparentemente drogadas, e a gente fica com medo, porque ali é cada um por si. E não sabemos o que pode sair numa briga”, lamentou.

O Blog entrou em contato com a assessoria de comunicação da prefeitura, que se prontificou em dar um posicionamento sobre o caso. Também reservamos espaço, caso alguma autoridade citada queira se pronunciar sobre o assunto.

 Por Magnólia Costa

9 COMENTÁRIOS

  1. A Guarda Municipal de Petrolina é a autoridade competente para garantir a segurança nesse prédio público, o problema é que a guarda tem um déficit de mais de 90 guardas e o prefeito só chamou 20 candidatos do ultimo concurso, restando ainda outros aprovados esperando serem chamados!!! Magnólia, cobre do prefeito chamar os restante dos aprovados, pois a Guarda Municipal de Petrolina não tem efetivo suficiente, mas tem aprovados esperando serem convocados para compor o quadro efetivo!!!

    • Quem deve arcar com a segurança é o proprietário do restaurante. Estranho nisso tudo é um comunitário se preocupar com a segurança de um local privado, já que o dono tem uma concessão de uso.

  2. Petrolina é uma cidade que a cada dia que passa está mais violenta e o Estado sem a participação do Município não está conseguindo barrar o crescimento da criminalidade. Se tivéssemos um prefeito comprometido com a segurança das pessoas ele aumentaria o efetivo e estruturava a Guarda Municipal.
    Tramita no Congresso Nacional um Projeto de Lei nº 1332/03 que regulamenta as atribuições das Guardas Municipais na Segurança Pública e consequentemente obriga os Prefeitos a ampliar o efetivo e dar mais condições de trabalho. Talvez se a população vítima dessa violência, passar a cobrar dos deputados a aprovação desse projeto, nós poderemos ter uma cidade mais segura no futuro.

    • O problema de tudo é que o Estado não tem compromisso com nada em Petrolina, aí me vem você querer culpar o Município? Os municípios já não aguentam mais tantas atribuições, sem contrapartida na arrecadação tributária. A solução seria acabar com os Estados e ficar só União e Municípios. Ninguém mora no Estado, mora no município.

      • A questão é que há 90 cargos vagas da Guarda Municipal em Petrolina, TEM LIBERAÇÃO ORÇAMENTARIA! mas não tem gente nas vagas, pois do ultimo concurso o prefeito só chamou 20 aprovados, depois de mais de 10 anos do ultimo concurso!! É necessário convocar mais aprovados!!

  3. Na realidade vejo que a guarda municipal esta abandonada por esse prefeito. Antigamente eu via no centro da cidade dupla de guardas fazendo segurança, e também viaturas novas. No governo de Julio Lossio essas conquistas dessa categoria foi jogado na lama, hoje esse pessoal não tem nem fardamentos . como podem fazer segurança!!!

  4. A Guarda Municipal tem obrigação sim, independente do que seja o dono dali, pois está prestando um serviço para prefeitura e com nome, logo e tudo da mesma!! O que acontece é que não há guardas suficientes, enquanto que há aprovados aguardando serem chamados do ultimo concurso!!

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome