Comunitária petrolinense denuncia “condições precárias” de casa de apoio no Recife, mas Secretaria de Saúde contesta denúncias

7

adriana casa de apoio petrolinaA dona de casa Adriana Nogueira Sales (foto) fez, esta semana, uma série denúncia contra a casa de apoio a pacientes de Petrolina no Recife. Ao Blog, ela informou que o local estaria funcionando de forma precária.

De acordo com Adriana, na Casa de Apoio (localizada no bairro do Arruda), as camas do alojamento estão sem condições de uso e não há comida nem água suficiente para os pacientes e seus acompanhantes. Ela revelou ainda que os poucos produtos alimentícios são trancados na despensa pelas funcionárias da casa.

“Quem não quiser morrer de fome e sede tem de tirar do próprio bolso para comprar água e comida”, lamentou.

O atendimento das funcionárias, segundo Adriana, é outro item de reclamação de quem precisa da casa de apoio. Ela garantiu que são os próprios pacientes quem fazem a comida, limpam o local e lavam os pratos aos finais de semana, porque não fica ninguém por lá. “Estamos passando pelas piores humilhações”, declarou Adriana, que tem um filho que faz tratamento oftalmológico e de dermatite na capital pernambucana.

“Direitos”

A dona de casa disse ainda que pretende processar a coordenadora da casa de apoio – uma funcionária de nome Gilma, que a acusa de ser “louca”. “Não sou louca, estou apenas buscando os meus direitos e os dessas pessoas”, desabafa.

O caso foi levado à Câmara Municipal, ontem (13), pelo vereador Zé Batista da Gama, durante audiência pública sobre as ações do município na área de saúde no ano passado, apresentadas pela secretária Lúcia Giesta. Lúcia, no entanto, não comentou o fato. Mas o Blog já tinha entrado em contato com a assessoria de comunicação da Secretaria, a qual afirmou que as denúncias não procedem.

Ainda conforme a assessoria, as funcionárias ficam todo o tempo na casa, ao contrário do que disse Adriana. Em relação à comida, a Secretaria explicou que alguns acompanhantes preferem preparar a alimentação dos seus pacientes porque já sabem do que eles gostam de comer. Sobre a limpeza, a denúncia também foi rebatida pela Secretaria, que garantiu que o local é limpo pelas funcionárias, assim como os pratos. Mas a assessoria argumentou que às vezes alguns acompanhantes se prontificam em ajudá-las.

7 COMENTÁRIOS

  1. O descaso é grande mesmo com quem precisa desses orgaos publicos, principalmente os ligado a prefeitura. As pessoas acham que pelo fato de estarem ha alguns anos trabalham lá, tem o direito de tratar os pacientes de todo e qualquer jeito. Hoje mesmo estive no Posto de Saude da Vila Eduardo. Cheguei as 15:00h, com minha filha para que a mesma tomasse a vacina contra HPV. As 15:20h uma funcionaria, de nome Zilma, da sala de vacinas ao ver que tinha mais pessoas que o habitual, disse a um segurança que as pessoas que fossem chegando a partir daquele horario, não eram mais para entrar, pois não iria atende-los. As 16:00H, estavamos ainda na espera, quando a outra atendente de nome Heloisa, disse que ja tinha encerrado e não atenderia mais ninguem, deixando eu e outras maes esperando. Falamos que estavamos ali antes dela avisar sobre o horario, mesmo assim elas se mostraram irredutiveis e disseram que atenderiam de jeito nenhum. Uma enfermeira e outra funcionaria do, esta sabendo que ja estavamos la ha muito tempo, disse que falaria com as atendentes e mais uma vez elas disseram que não, alegando ainda que não tinha mais vacina. Colocou o segurança na porta, a qual permaneceu durante todo o tempo fechada na chave, para que ninguem tivesse a oportunidade de argumentar. O quadro de horario diz que o funcionamento é das 07:00 as 17:00, mas conforme relatos de outras pessoas, ja é costume as pessoas serem tratadas com descaso, e que nesse posto elas fazem da forma que querem. Estou indignada com a atitude dessas funcionarias. Se a gente tivesse chegado fora do horario, tudo bem. Mas sendo horario de funcionamento, não justifica não sermos atendida. Deixo aqui meu repudio a esses funcionarios sem compromisso e que acham que as pessoas são lixo.

    • Além destas denúncias ele querem ainda dizer que qualquer palavra de desespero proferida é desacato a autoridade, ou maltrato a servidor….
      Gente não podemos permitir mais esta situação… Isso é abuso , falta de gestão pública e puro descaso….
      Não aceitamos mais tanto sofrimento nesta cidade…completo descaso….vergonha
      A casa de apoio dos doentes de Recife é uma vergonha.!!!!!.. realmente precisam apurar! srs vereadores, é um dinheiro onde há verba federal e o povo passa necessidade… digo isso pq já visitei os doentes que viajam no TFD e posso afirmar, há furto até em pão alí…. falta tudo desde o respeito humano até o material.
      Cadê o dinheiro?
      estra senhora tem razão é um direito que tem que ser respeitado.

      • senhora cecilia tem certeza que a senhora teve na casa de apoio de petrolina em recife essa da encruzilhada pois eu li garanto a senhora e a todos petrolinense que essa denuçia não é concreta passei 45 dias com a minha mãe que estáva em tratamento de radio terapia e quimio terapia não preçensiei nada disso pois sim comprei alguma coisa sim quando queria comer algo diferente sim pois nunca passei fome lá a senhora precisa vim visitar mesmo a casa de apoio da encruzilhada.

  2. se tirarem umas fotinhas vai ter muitas provas, de fato essa casa é um lixo além da pessoa estar numa situação dificil ainda tem q suportar o desconforto q é ficar naquela casa sr. sanfranciscano vai lá mano dai tu ver a porcaria q vai tu vai encontrar por lá… falar do q não conhece é facil a senhora secretaria quando vai lá no recife nem na casa anda ela fica em hoteis luxuosos pago com nosso dinheiro, por isso fala q não é verdade as coisas… ridicula..

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome