Comunitária juazeirense desabafa contra maus-tratos a cachorro no Bairro Dom José Rodrigues

por Carlos Britto // 20 de agosto de 2017 às 20:29

Indignada com o dono de um cachorrinho no Bairro Dom José Rodrigues, em Juazeiro (BA), a comunitária Anne Barboza chama atenção para os maus-tratos que o animal vem recebendo. A residência onde fica o animal está localizada na esquina de uma praça na Avenida Alfa.

Confiram:

É ruim quando nós ficamos sozinhos, né? Imagine um bichinho desses, o dia todo!

Amanhece e anoitece, e ele trancado nessa área. Ele se “alimenta” aí, faz as necessidades no mesmo local, é tudo junto e misturado, entra noite e sai noite e esse coitado preso nessa jaula e no escuro…

O dono ou a dona desse cachorro infelizmente não sabe o que significa adotar um animal. Gente, adotar um animal é valorizar a vida. Se você trabalha o dia todo fora, considere não ter um animal.

Animal não foi feito pra ficar sozinho. Tenha em mente que você terá um ser vivo que depende de você não só para sobreviver, mas emocionalmente também. Ele quer carinho, companhia e atenção. Ter cachorro não é só colocar dentro de casa, sair para trabalhar e na volta receber um rabo abanando.

O que estão fazendo com esse cachorro não é normal, é de partir o coração. Por isso faço esse desabafo. Pegar, qualquer um pega. Quero ver dar amor e os cuidados necessários que o bicho precisa.

Anne Barboza/Comunitária

Comunitária juazeirense desabafa contra maus-tratos a cachorro no Bairro Dom José Rodrigues

  1. Juliana Dias disse:

    Tenho vizinhos, desumanos, q também praticam essa covardia com os cães q têm em casa, e ainda pior, os animais passam horas, dias, meses e até anos presos na corrente se nunca serem libertados nem para as necessidades fisiológicas … Eu não sei a qual instituição devo recorrer, se cabe denúncia, se essa prática é um tipo de crime. Se alguém souber deixe aqui um comentário, pois estou disposta a tomar qlqr atitudes q seja legal.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *