Comerciante grava vídeo detonando sujeira no Mercado do Produtor: “Chiqueiro de porcos”

por Carlos Britto // 25 de março de 2019 às 12:32

Um comerciante do Mercado do Produtor de Juazeiro (BA) enviou um vídeo a este Blog detonando a prefeitura municipal por causa da sujeira no entreposto. Sem se identificar, ele comenta que a administração divulga que o local “é organizado e tem limpeza“.

Para o comerciante, é o contrário. Ele afirma o mercado é “um chiqueiro de porcos” e que a prefeitura só pensa em aumentar taxas e não realiza melhorias no entreposto (assista ao vídeo acima).

Resposta

Em nota a prefeitura, através da Autarquia Municipal de Abastecimento (AMA), afirma que o entreposto é limpo diariamente, sendo recolhidas 20 toneladas de lixo por dia. A AMA ainda pede a compreensão dos permissionários, caminhoneiros e carrinheiros para que façam o descarte adequado do resíduo sólido.

Acompanhe a nota, na íntegra:

A Autarquia Municipal de Abastecimento (AMA) comunica que a limpeza é feita diariamente no Mercado do Produtor de Juazeiro e cerca de 20 toneladas de lixo é recolhida por dia. A AMA pede a compreensão dos permissionários, caminhoneiros e carrinheiros para que façam o descarte adequado do resíduo sólido e mantenham o entreposto limpo.

A equipe de limpeza da AMA faz a varrição pelo período da manhã e a tarde em todo entreposto e em seu contorno, além da retroescavadeira e uma caçamba recolherem esse lixo durante todos os dias, no período da tarde. A AMA também trabalha com o recolhimento das caixas coletoras através do caminhão poliguindaste.

A direção informa ao comerciante que diversas melhorias já foram realizadas pela AMA como a implantação do videomonitoramento, com 32 câmeras filmando 24 horas, cerca de 50 refletores foram instalados recentemente no mercado para melhorar a segurança e iluminação do local, diversos pontos já receberam a pavimentação e operação tapa-buracos. A direção do entreposto tem mais projetos para serem executados que irão melhorar ainda mais a estrutura do 4º maior Ceasa do país em volume e comercialização.

PMJ/Ascom

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *