“Comecei na política com Coelho e quero terminar com Coelho”, afirma Raimunda Sol Posto

2
Foto: Blog do Carlos Britto

Prestes a voltar à Casa Plínio Amorim, a líder comunitária Raimunda Sol Posto (DEM) é conhecida em Petrolina por ser uma aliada histórica do ex-deputado Osvaldo Coelho e do filho dele, Guilherme. Com o reatamento político do grupo de Osvaldo e o do senador Fernando Bezerra (MDB) desde as eleições 2016, Raimunda – que optou à época por permanecer ao lado do ex-prefeito Julio Lossio (PSD) – agora vestirá a camisa do emedebista.

Em entrevista ao Blog, ela foi categórica ao explicar sua decisão: “Comecei minha vida política com Coelho, e quero terminar com Coelho”.

Segundo Raimunda, o trabalho forte que Miguel vem fazendo por Petrolina também colaborou para que se definisse pelo grupo do prefeito. “Estou sempre ao lado de quem trabalha por Petrolina, principalmente pelos mais carentes. E vou para o governo de Miguel para pedir a ele para a gente cuidar dos mais carentes”, ressaltou.

Retorno

Sobre seu retorno ao Legislativo Municipal, Raimunda lembrou ter sido suplente por três vezes e não escondeu a emoção. “Quero agradecer a Miguel pela oportunidade que ele está me dando e a todos que torcem por mim”, declarou. Ela também mandou recado aos seus futuros colegas da Casa: “Iremos trabalhar juntos pelo crescimento da nossa terra”. Raimunda reforçou que aproveitará os quatro meses de sua passagem pelo Legislativo para atuar junto às secretarias e ao próprio prefeito, com o intuito de atender as demandas da população. Perguntada se pretende disputar mandato em 2020, ela afirmou que “ainda é cedo” para isso. Mas frisou que, se os petrolinenses acharem que ela mereça, aí sim poderá colocar seu nome. “Estou muito bem de saúde para lutar pela saúde dos mais carentes”, finalizou.

2 COMENTÁRIOS

  1. A necessidade faz a ocasião, e não são 4 meses são só 2,pois que eu saiba a câmara deve entrar em recesso só volta em fevereiro, isto que é vida,4 meses para tentar pagar as divididas e ficar devendo a alma enquanto viver.

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome