Comandante da PMPE também nega que mudanças no 5° BPM tenham relação com o possível aumento da violência

1

Carlos PereiraO comandante geral da Polícia Militar de Pernambuco (PMPE), Cel. Carlos Pereira (foto), confirmou que a troca de comando do 5° Batalhão (5° BPM) em Petrolina não tem relação alguma com o possível aumento da violência na região nos últimos meses. Em entrevista ao Blog na última semana, o coordenador operacional da Diretoria Integrada do Interior (DII-2), coronel PM Ailton Teles, também considerou natural a mudança.

Durante seu discurso na solenidade oficial da troca de comando, realizada na última sexta-feira (7) no Centro de Convenções Senador Nilo Coelho, o comandante geral da PMPE deixou claro que as mudanças são resultado do trabalho de cada gestor.

“As modificações são normais em razão do excelente trabalho realizado por cada um dos novos comandantes dentro da corporação. As mudanças não ocorrem em função de números negativos, muito pelo contrário”, destacou.

A partir de agora, o tenente-coronel Ricardo Perez da Silva está à frente do 5º BPM no lugar do também tenente-coronel Henrique de Senna Rocha, que voltará a assumir o comando do batalhão de Nazaré da Mata, na Zona da Mata do Estado.

1 COMENTÁRIO

  1. “Time que está ganhando não se mexe”, e por que mudou se Henrique estava realizando um “excelente trabalho realizado”?. .. Sabe por quê ?… por esses desastres, e vários outros:

    Triplicou o número de furtos de motos em Petrolina, PE
    http://g1.globo.com/pe/petrolina-regiao/noticia/2014/01/triplicou-o-numero-de-furtos-de-motos-em-petrolina-pe.html

    Cresce número de homicídios em Petrolina
    http://www.gazzeta.com.br/cresce-numero-de-homicidios-em-petrolina/

    Mudança natural ? conversar… foi incompetência mesmo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome