Com eleição cancelada pela Justiça, prefeito de Arcoverde assina ordens de serviço nesta segunda

0
Foto: Prefeitura de Arcoverde

Mesmo com a decisão do Tribunal Regional Eleitoral de Pernambuco (TRE-PE), na última quinta-feira (18), de ter cancelado o resultado das eleições de novembro de 2020 em Arcoverde, após ter reprovado o recurso que foi solicitado pela defesa do prefeito Wellington Maciel (MDB), do vice Israel Rubis (PP) e da ex-prefeita Madalena Britto. O gestor não deu o braço a torcer e anunciou nesta segunda-feira (22), a assinatura de 20 ordens de serviço na cidade.

No pacote estão inclusos calçamentos de várias ruas de bairros periféricos e iluminação em Led nos bairros Veraneio, Jardim da Serra e Vila São Francisco. A cultura também será prestigiada com a reforma das instalações do Teatro Municipal. As retomadas das obras de construção da escola de 12 salas no Cidade Jardim também estão neste pacote. De acordo com a prefeitura, as ordens assinadas hoje terão início em março e os recursos já estão em caixa.

Relembrando o caso

A oposição, liderada pelo ex-prefeito Zeca Cavalcanti (PTB), entrou com uma ação de Investigação Judicial Eleitoral para apurar suposto abuso de poder econômico e político por parte da coligação de Wellington, durante as eleições. A defesa do prefeito conseguiu ganhar tempo, entrando com vários recursos, mas o pior aconteceu. De acordo com o desembargador Rodrigo Cahu Beltrão, que negou provimento ao pedido da defesa, durante a corrida eleitoral, houve “lesividade das condultas” dos acusados e uma nova corrida eleitoral vai começar na cidade.

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome