Coluna do Blog

1
Foto: divulgação

Ex-prefeito Marcones Libório começa a organizar oposição em Salgueiro

Em Salgueiro (PE), Sertão Central, a oposição começou a conversar para ganhar corpo e retomar o poder na cidade. Os adversários do atual prefeito, Clebel Cordeiro (MDB), dizem que ele  está “em baixa”  e “não está conseguido ter êxito tanto na administração da cidade, como no campo político, com o afastamento de vários aliados”.

Na tarde desta quinta-feira (20) o ex-prefeito Marcones Libório (PSB) foi entrevistado em um programa da rádio local e foi acompanhado por seis vereadores que fazem oposição na cidade.

Os vereadores presentes foram Professor Hercílio, Erivaldo Pereira, Eliane Alves, Zé Carlos e Veronaldo Gonçalves – todos do PSB, além do vereador Bruno Marreca (SD).

A presença da bancada oposicionista foi um gesto de apoio e união ao ex-prefeito, visando às próximas eleições. Por mensagem de áudio, a ex-prefeita de Salgueiro e ex-deputada federal Creuza Pereira, além do médico Dr.Luis Henrique (liderança local), também participaram do programa promovendo o nome de Marcones.

O ex-prefeito defende a união na escolha do nome que deve encabeçar a chapa do grupo em 2020.

Estamos a dois anos da eleição, a agenda do povo é outra, a população está preocupada com emprego, segurança, saúde, ainda é prematuro discutir nomes, até porque temos nomes muito bons para serem avaliados. No momento certo o PSB terá candidato, não pra disputar e sim para ganhar a eleição”, afirmou.

Gestor alertado

O Ministério Público de Pernambuco (MPPE), através da Promotoria de Belém de São Francisco, no Sertão e Itaparica, cobrou do prefeito Licínio Lustosa o repasse imediato das contribuições previdenciárias (parte patronal e a dos segurados em atraso) referentes ao exercício de 2018. O MPPE identificou que, neste ano, não houve nenhum repasse da cota patronal à previdência dos servidores municipais. Lustosa deve garantir o pagamento, sob pena de responder por ato de improbidade administrativa. Ele ainda possui um prazo improrrogável de 15 dias para encaminhar ao MPPE, por escrito, informações acerca das providências adotadas para o cumprimento da recomendação.

Sem ‘tomar partido’

Presidente da Casa Plínio Amorim, o vereador Osório Siqueira (PSB) argumentou que o Legislativo não pode ‘tomar partido’ em relação à disputa judicial entre Cristina Costa (PT) e Manoel da Acosap (PTB), em relação à agressão que a vereadora diz ter sofrido de Manoel, num debate de rádio em Petrolina, no ano passado. Cristina recebeu parecer favorável em primeira instância, mas Manoel vai recorrer. Osório adiantou, no entanto, que se a Comissão de Ética da Casa for acionada, tomará medidas “conforme o Regimento Interno”, o que ainda não aconteceu.

1 COMENTÁRIO

  1. Como formar um grupo de combate a atual administração e com objetivo de ganhar a eleição com um ex prefeito cujo nome aparece com problemas na gestão anterior? Convençam o povo.

Deixe uma resposta para Miro Valente Cancelar resposta

Comentar
Seu nome

quatro × 1 =