Coluna do Blog

por Carlos Britto // 10 de dezembro de 2018 às 07:00

O tempo de Lucas Ramos

O deputado estadual Lucas Ramos (PSB) não escondeu o jogo: será candidato a prefeito contra Miguel Coelho (PSB) – que tentará à reeleição – e quem mais se apresentar. O Blog já havia feito essa leitura que Lucas era um dos nomes prováveis para a sucessão municipal de 2020.

O socialista também admite que Odacy Amorim (PT) poderia até sonhar em sair do PT e migrar novamente para o PSB ou qualquer partido aliado, mas que ele cobraria a fatura ao governador Paulo Câmara (PSB), de que seria o candidato com apoio do Campo das Princesas.

Sim, pois Lucas Ramos teve apoio de faz-de-conta de Paulo Câmara, mas jamais o abandonou. Odacy, por sua vez, pode migrar para qualquer partido do governador, mas será sempre olhado com desconfiança, e Lucas vai fazer valer o seu direito adquirido.

O certo é que o deputado já percebeu que sua hora chega. Será candidato para tentar ganhar, mas sabe que ser candidato a prefeito em Petrolina já o credencia e coloca seu nome num patamar melhor que o de hoje.

Vaga ocupada

O nome escolhido para assumir o Ministério do Meio Ambiente foi confirmado no domingo (9) pelo presidente eleito Jair Bolsonaro (PDL). O nome é o do advogado Ricardo Salles. Ele ocupará o lugar do juazeirense Edson Duarte a partir de 1º de janeiro de 2019. Ricardo é filiado ao partido Novo, lidera o Movimento ‘Endireita Brasil’ e já foi secretário estadual do Meio Ambiente em São Paulo, durante o governo de Geraldo Alckmin (PSDB).

Cadê a vice?

Em Juazeiro (BA), não se ouve falar da vice-prefeita Dulce Ribeiro (PDT), que é pouco vista em eventos e, ao que tudo indica, vive em seu exílio político. A assessoria da prefeitura também não costuma enviar material mostrando o trabalho da gestora. O que recebemos são fotos dela exercendo sua profissão de formação: médica. Dulce é mais uma vista por muitos como figura decorativa. Uma pena, pois poderia contribuir mais com sua filha, Fabíola, que ocupa a pasta da Saúde.

Mais Lucas 1

Na entrevista que concedeu à imprensa durante sua confraternização de final de ano, o deputado estadual reeleito Lucas Ramos (PSB) não teve dúvidas em afirmar que o grupo do senador Fernando Bezerra Coelho (MDB) não tinha identidade com o projeto socialista. Ou seja: para Lucas, o governador Paulo Câmara errou ao escolher Miguel Coelho para disputar a Prefeitura de Petrolina em 2016.

Mais Lucas 2

Lucas disse ainda que, apesar de ter aumentado sua votação, ele ainda poderia ter obtido resultado melhor, não fosse pelas demais candidaturas competitivas e o cenário de desgaste da classe política. O deputado avaliou que o alto número de abstenções e de votos brancos e/ou nulos será o principal desafio de quem se elegeu ou renovou mandato este ano. “Teremos de resgatar a confiança dos pernambucanos”, disse.

Coluna do Blog

  1. Marcos disse:

    Não entendo esse Lucas. Não tem votos em Petrolina, não é um deputado atuante no município. Deve está querendo apenas aparecer. De fato quem está qualificado para concorrer e tem votos é o prefeito Miguel e o grupo de Odacy. O resto foi uma negação na última eleição

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *