Coluna da Folha: Sobre saída do DEM, Priscila diz que “não foi ouvida”

por Carlos Britto // 11 de novembro de 2021 às 07:10

Foto: Blog do Carlos Britto

A decisão da deputada estadual Priscila Krause de deixar o DEM continua rendendo no Interior de Pernambuco. Em entrevista à Rádio Grande Rio FM, a deputada revelou que manteve viva a esperança que a fusão entre PSL e DEM não se concretizasse.

Acabou que, mesmo eu acreditando que isso não ia acontecer, aconteceu. E foi a única coisa que eu disse publicamente em relação à fusão, que não era o que sonhava para o meu partido, e de fato não era. Foi um processo em que eu não participei dele, não construí, não fui ouvida”, disse ela.

Priscila afirmou que a exclusão lhe tirou a familiaridade com a legenda: “A partir da fusão eu parei de me sentir em casa, eu parei de me sentir à vontade. E eu digo em casa porque é onde eu estive por 27 anos, único partido que eu fiz parte. Então, a fusão foi preponderante na minha decisão de deixar a legenda. Na verdade, a partir do momento que ela deixar de existir eu não farei parte do União Brasil”.

Ela falou ainda sobre a possível composição de vice numa chapa encabeçada por Raquel Lyra (PSDB) ao Governo de Pernambuco e Anderson Ferreira (PL) ao Senado:

Não tem um entendimento nesse sentido, a gente está respeitando todas as etapas do processo. Eles já iniciaram um movimento chamado ‘Levanta Pernambuco’, que está andando o Estado, discutindo os problemas, ouvindo as pessoas, é um movimento de escuta para ver de perto realidades que são relatadas. E me junto, por uma convergência natural e anterior a esse processo, a esse movimento, para andar de maneira mais tranquila, sem as amarras partidárias, pelo Estado junto com eles, e depois tenho outra etapa a cumprir, a etapa do meu destino partidário”.

Quer disputar

A delegada Patrícia Domingos, que disputou a Prefeitura do Recife pelo Podemos em 2020, anda dizendo aos amigos que não descarta disputar um cargo eletivo, novamente, em 2022. Com a bandeira do combate à corrupção, ela topa se candidatar ao governo do Estado.

Já foi vereador

Em Igarassu, na Região Metropolitana, os vereadores receberam na sessão de terça-feira (9) o presidente da Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe), deputado Eriberto Medeiros. Na sessão, os parlamentares falaram sobre a força do trabalho do legislativo e a importância da aproximação entre os legislativos estaduais e municipais. “O senhor precisou ser vereador para estar onde está hoje, e sabe o que nós, vereadores, passamos na pele. Quando nós pedimos, nós falamos por todos os moradores do município”, discursou a presidente da Casa de Duarte Coelho, vereadora Erica Uchôa.

Exoneração e rompimento

Em Arcoverde (PE), Sertão do Moxotó, o cadeirão não para de ferver. Agora foi a vez do vice-prefeito e secretário de Serviços Públicos e Meio Ambiente, Israel Rubis (PP), enviar uma carta ao prefeito Wellington Maciel (MDB) solicitando sua exoneração e informando o rompimento com o gestor municipal. O delegado Rubis diz que o prefeito atendeu a pessoas que pediram para que ele o colocasse “no lugar de vice”. A carta é imensa e cheia de ressentimentos.

Coluna da Folha: Sobre saída do DEM, Priscila diz que “não foi ouvida”

  1. thiaro disse:

    viu que os coelhos so tem espaço e vez pra eles, dai pulou fora da barca!!!!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *