Coluna da Folha: Justiça Eleitoral cassa chapa de vereadores do PSB em Itamaracá

por Carlos Britto // 20 de dezembro de 2023 às 07:00

Sede do TRE-PE. (Foto: Reprodução)

A Ilha de Itamaracá é conhecida por seus atrativos políticos, mas deu o que falar por outro fato. O Tribunal Regional Eleitoral de Pernambuco (TRE-PE) cassou, nesta terça-feira (19), toda a chapa de vereadores do PSB da Ilha de Itamaracá, por descumprimento da cota de gênero, nas eleições municipais de 2020. Com isso, os parlamentares Harley Monteiro, que foi o segundo colocado com 528 votos, Tiago Américo (411) e Ferrugem (398) perderão os mandatos. No entanto, eles ainda podem recorrer ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

De acordo com o jornalista Dantas Barreto, o caso envolveu candidatura considerada “laranja” de Flávia Azevedo, que terminou o pleito com zero voto. Ou seja, não teve nem o voto dela própria. Além disso, na prestação de contas, Flávia não apresentou receita e nem despesa de campanha, agravando ainda mais a situação.

Como a sua inscrição foi impugnada, o PSB, que lançou 10 candidatos – sendo três mulheres – para a Câmara de Vereadores, deixou de alcançar o limite mínimo de 30% da cota mínima na chapa.

Flávio Madureira Azevedo é filha do então candidato a vereador Madureira, que disputou a eleição de vereador pelo MDB e obteve apenas 59 votos. Em Itamaracá, o comentário é de que ela entrou na chapa do PSB, mas fez campanha para o pai.

O pleno acompanhou voto do relator do caso, desembargador eleitoral Carlos Gil Rodrigues Filho. Ele destacou como razões para considerar a candidata como fictícia o fato dela ter obtido votação zerada, ter feito campanha para um concorrente (Flávio Madureira, seu pai), além de não ter realizado atos de campanha para si e nem ter movimentado recursos partidários para a campanha eleitoral. Somado a isso está o fato dela não ter se desincompatibilizado de um cargo público no prazo legal para disputar o pleito. A menos de 10 meses das eleições, o cenário político de Itararé vai pegar fogo.

Denunciou

Na Alepe, o deputado estadual Abimael Santos (PL) apresentou uma série de denúncias contra o atual presidente do Instituto Agronômico de Pernambuco (IPA), Joaquim Neto. O parlamentar relatou que, há alguns meses, cobrou do gestor a conclusão de obras paradas de poços artesianos no Agreste, iniciadas no governo anterior. Mas, segundo ele, a resposta que obteve na ocasião foi a de que não havia recursos disponíveis. Da Tribuna, o deputado questionou o custo de R$ 1 milhão de uma feira sobre agricultura familiar realizada pelo instituto, e a intenção de gastar R$ 600 mil em uma confraternização – evento que acabou sendo cancelado. “Ele disse na minha cara que não tinha dinheiro, mas para gastar tem. Sabe quantos poços dava para cavar com esses valores? Quantas pessoas poderiam ter sido beneficiadas?” questionou.

Denunciou II

Em aparte, o deputado Waldemar Borges (PSB) afirmou que também recebeu diversas denúncias de assédio moral, perseguição e truculência de Joaquim Neto. Ele acrescentou que está produzindo um relatório que reúne todas as irregularidades e será encaminhado aos órgãos de fiscalização ainda nesta semana. “É preciso apurar os fatos com responsabilidade, como estamos fazendo, para que os culpados sejam punidos na forma da lei”, finalizou o parlamentar.

Combate à seca

A deputada Socorro Pimentel (UB) foi à tribuna abordar os efeitos da estiagem nos municípios do Sertão pernambucano. Segundo a parlamentar, a situação das cidades da região beira a calamidade pública e demanda ações emergenciais do governo do Estado. “Lá em nossa região (Araripe) já não temos onde buscar água nas proximidades. Os reservatórios se encontram completamente secos. Temos uma projeção de chuvas para março, abril. Mas as ações precisam ser feitas já, a partir de janeiro”, alertou.

Encontro com lideranças

O deputado federal Fernando Filho recebeu diversas lideranças políticas de municípios do Interior de Pernambuco. O propósito do encontro foi a escuta atenta das demandas apresentadas. Dentre os presentes, destacaram-se Gustavo Caribé, prefeito de Belém do São Francisco; Nivaldo Mendes, ex-prefeito de Parnamirim; representantes dos produtores do Projeto Maria Tereza; Bado David, vereador de Terra Nova; o presidente da Câmara de Floresta, Kiel do Pipa; e Murilo Almeida, chefe de Gabinete da Câmara de Floresta; além de Duda Pneus, empresário e pré-candidato a prefeito de Ibimirim; e do vereador Mércio, também de Ibimirim. O parlamentar ouviu as lideranças e se comprometeu a analisar cada uma das demandas apresentadas.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Últimos Comentários

  1. Foto historica, de pessoas que contribuiram enormimente para o progresso da nossa regiao.