Coluna da Folha: Em Cabrobó, tio pede a sobrinho vereador para “não fazer vergonha” com aumento de salário

por Carlos Britto // 17 de novembro de 2021 às 07:00

Foto: Cabrobó News/reprodução

Em Cabrobó (PE), Sertão do São Francisco, uma ‘bomba’ está prestes a explodir na Câmara de Vereadores e tem tudo para provocar uma polêmica na mesma proporção. A questão refere-se a dois projetos de lei que mexem com recursos do contribuinte.

O ex-vereador Barná Russo denunciou pelas redes sociais que o atual presidente do Poder Legislativo, seu sobrinho Rony Russo, apresentou um projeto para subir a representação, atualmente em 50% (ou R$ 3 mil), para 100%.

Ou seja: se o projeto for aprovado, o presidente – cujo salário de vereador é de R$ 6 mil – terá mais R$ 6 mil de representação, elevando seu vencimento para R$ 12 mil.

Completando esse enredo, o segundo projeto, de autoria do vereador João da Saúde, propõe um reajuste nos salários dos atuais legisladores. Ainda não se sabe quando os projetos serão votados, mas o assunto já se espalhou na cidade, que ainda vive um cenário difícil por conta da pandemia de Covid-19. A bronca por lá não vai ser pouca com mais essa da Câmara Municipal.

Barná, que tem voz altiva na cidade, filho do conhecido Lourival Russo, cobrou o sobrinho fortemente em áudios espalhados por todos os grupos de WhatsApp de Cabrobó. A quizila familiar e política é o assunto mais comentado pelos quatro cantos da cidade.

Sem lixão

Em Tracunhaém, Mata Norte de Pernambuco, o prefeito Irmão Aluízio (PL) anunciou, por meio das suas redes sociais, que o lixão da cidade foi oficialmente desativado. “O fechamento do lixão já era uma promessa de campanha e foi cumprida. Os resíduos, que eram armazenados no local, ficam agora no Aterro Sanitário de Igarassu”, comemorou.

Sem benefícios

O deputado federal Eduardo da Fonte (PP) protocolou projeto de lei que estabelece a perda de bens do cônjuge ou companheiro condenado por violência doméstica e familiar contra a mulher. Para dar base, o deputado cita uma pesquisa realizada pelo Datafolha (de 2020) que apontou aumento nos casos de mulheres vítimas de violência que são desestimuladas e até impedidas de participarem de decisões envolvendo o orçamento familiar. “A medida é para dar meios para que a mulher não insista em uma relação que pode ser fatal”, afirmou.

Mais casas

Em Belo Jardim, no Agreste, a população comemora a entrega da chave da casa própria a 300 famílias de baixa renda. As casas do chamado Residencial Vila Bela I beneficiaram 1,2 mil pessoas. O empreendimento, que faz parte do Programa Casa Verde e Amarela, é composto por 300 unidades e recebeu R$ 21 milhões de investimento federal, com recursos do Fundo de Arrendamento Residencial (FAR).

Abuso nas passagens

A 2ª Promotoria de Justiça de Serra Talhada, no Pajeú, expediu recomendação com o objetivo de encerrar irregularidades identificadas na cobrança das tarifas de embarque no Terminal Rodoviário de Serra Talhada. O promotor de Justiça Vandeci Sousa Leite apontou, no texto da recomendação, a cobrança de tarifas de embarque nos guichês das empresas de transporte intermunicipal que atuam na Rodoviária de Serra Talhada, em valor superior aos fixados pela Agência Reguladora de Pernambuco (ARPE). Além da cobrança acima da tabela oficial, as empresas também estão restringindo o pagamento das tarifas apenas por meio de dinheiro. A população comemorou a notícia nos meios de comunicação da cidade.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *