Coluna da Folha: Depois da eleição suplementar em Pesqueira, presidente da Câmara é alvo da PC

por Carlos Britto // 24 de novembro de 2022 às 07:00

Foto: Pesqueira em Foco/arquivo reprodução

Em Pesqueira, no Agreste pernambucano, a política ganhou mais um capítulo conturbado nesta semana. Enquanto o cenário para a prefeitura municipal teve um alinhamento após as eleições suplementares, o comando da Câmara de Vereadores sofreu mais um baque.

No início desta semana, o primeiro secretário da Mesa Diretora, Pastinha Xukuru (Republicanos), foi alvo de uma operação da Polícia Civil (PC), que fez apreensões em diversas regiões pernambucanas, incluindo Pesqueira. O objetivo da operação, segundo a PC, é investigar crimes envolvendo roubos de banco, cargas, armas, lavagem de dinheiro e outros elementos. Em uma ação, que aconteceu na madrugada da última segunda-feira, o vereador foi conduzido pela polícia para prestar depoimento, em caráter investigativo.

Pastinha é primeiro secretário, mas assumiu a presidência da Casa de forma interina desde 2021, após o titular do cargo, vereador Bal de Mimoso, assumir a prefeitura depois que o prefeito eleito em 2020, Cacique Marquinhos Xukuru, foi afastado do cargo pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE), acusado de participar de incêndio criminoso alguns anos atrás. O processo correu na justiça e Marquinhos foi considerado inelegível, obrigando o município a ter novas eleições.

Bal de Mimoso foi o nome escolhido pela população no último dia 30 de outubro, nas urnas, para o cargo de prefeito a partir de 1° de janeiro de 2023. Mas uma nova questão precisará ser definida: quem assumirá definitivamente a presidência e irá contribuir para tirar a política do município das páginas policiais?

Lucinha Mota vive expectativas

A suplente de deputada estadual e mãe da menina Beatriz Angélica Mota, Lucinha Mota (PSDB), esteve frente a frente com Marcelo da Silva, o assassino confesso da filha dela, para a audiência de instrução e julgamento do acusado. Beatriz foi brutalmente morta na noite de 10 de dezembro de 2015, durante uma festa de formatura no Colégio Maria Auxiliadora, em Petrolina, onde ela estudava. Lucinha teve momentos de revolta e chegou a dizer que a defesa “não apresentou provas suficientes”. Há quem diga que ela poderá assumir o mandato, pois a governadora eleita Raquel Lyra (PSDB) faria esse gesto.

A nova ordem

Podemos e Partido Social Cristão (PSC) serão uma só legenda. O anúncio da fusão foi divulgado pelo PSC nacional, em sua página no Instagram. Em Petrolina a união entre os dois partidos já terá reflexo para o pleito de 2024. Ainda não se sabe, por exemplo, se os vereadores Diogo Hoffmann, Josival Barros e Ruy Wanderley, que são filiados ao PSC, vão pedir votos juntamente com Elismar Gonçalves e Marquinhos do N4, os quais integram o Podemos. É aguardar.

Mais investimentos

O prefeito de Caruaru, Rodrigo Pinheiro autorizou diversas obras que serão realizadas na Capital do Agreste. No pacote, investimentos em infraestrutura, drenagem, pavimentação e urbanização de espaços públicos, com um investimento na casa de R$ 20 milhões. “Tem obra na zona urbana e zona rural. Nosso principal compromisso é de melhorar a qualidade de vida dos caruaruenses, executando obras que gerem segurança, mobilidade urbana, emprego e renda, mantendo Caruaru como referência no desenvolvimento econômico em Pernambuco e no Nordeste“, comemorou.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.