Coluna da Folha: As pesquisas e a falta de credibilidade para a eleição

por Carlos Britto // 17 de agosto de 2022 às 07:00

Foto: Reprodução

As pesquisas eleitorais estão fazendo a alegria dos candidatos. De todos eles. Algumas até apresentam semelhanças, enquanto outras trocam o posicionamento de forma surpreendente. Em Pernambuco, embora os números mudem pouco, essa diferença também aparece.

Diante da dança dos números, o candidato a governador Anderson Ferreira (PL) abriu crítica ao que chamou de “excesso de confiança” dos seus adversários em pesquisas, e também quanto à quantidade de prefeitos, vereadores e lideranças dos opositores.

Anderson atribui essa confiança a uma representação da velha política, e que os verdadeiros dados estão nas ruas. “Eu sinto todos os dias essa emoção. Nos olhares, nos cumprimentos, na confiança das pessoas. Não existe uma pesquisa melhor”, afirmou.

O candidato ainda defendeu a escolha de sua vice, afirmando que ajuda nas causas femininas, e lembrou que em Jaboatão, quando era prefeito, o seu secretariado foi formado por 50% de mulheres e 50% homens.

Sem certidão de óbito

O Ministério Público de Pernambuco (MPPE), por meio da Promotoria de Justiça do município de Feira Nova, recomendou ao prefeito Danilson Gonzaga (PSD), aos proprietários de funerárias e ao Cartório de Registro Civil uma série de orientações para que nenhum sepultamento seja realizado sem o atestado de óbito. A recomendação originou-se após notícias terem chegado à Promotoria de Justiça local de que vários sepultamentos ocorriam nos cemitérios sem o documento da pessoa falecida, nem a certidão. A promotora de Justiça Andreia Aparecida Moura do Couto disse em seu despacho que o sepultamento sem o registro do óbito é contravenção penal.

Duro recado

O candidato a governador de Pernambuco, Miguel Coelho (UB), deixou um recado velado durante sua participação no encontro com mulheres em Petrolina, para o seu primo Guilherme Coelho (PSDB), candidato ao senado na chapa de Raquel Lyra (PSDB). Sem citar nomes, Miguel afirmou que “teve gente que correu da disputa de deputado federal pra dizer que queria ser senador, e está espalhando em Petrolina que é o senador de Miguel”. “O meu senador tem nome e sobrenome: Carlos Andrade Lima. Sabe por que é importante destacar isso? Porque ele não está fazendo aventura com a campanha do Senado, não. Ele está querendo enganar o povo de Petrolina pra enfrentar Simão (Durando Filho) em 2024. Mas meu candidato é Simão Durando para a reeleição”, desabafou.

Sem lixão

Em Dormentes (Sertão), a prefeita Josimara Cavalcante (PSB) mandou a gestão adiantar o projeto de remediação do antigo lixão do município. Em viagem ao Recife, ela recebeu o projeto de Remediação de Área Degradada realizado por uma empresa especializada em consultoria ambiental.  “Desativamos o lixão e contratamos uma empresa especializada para realizar o projeto. Agora é avançar”, comemorou.

Socorro avança

Além do apoio de Dr.Aluizio Coelho, antecipado por essa coluna, a ex-deputada e candidata a deputada estadual Socorro Pimentel (PTB) ganhou mais um apoio de peso. O ex-deputado estadual Emanuel Bringel também anunciou que estava com ela. Ele é pai do vice-prefeito, na primeira gestão de Raimundo Pimentel (UB), Bringel Filho. O vereador Luciano Belo também anunciou seu apoio.

Coluna da Folha: As pesquisas e a falta de credibilidade para a eleição

  1. otavio disse:

    Só existe um Instituto de verdade e que não erra uma, é o IBOF = Instituto Brasileiro de Opiniões Falsas, cuja margem de erro é 100%, com profundo conhecimento em mimeógrafo a alcool e óleo. Esse instituto está sediado em Petrolina.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.