Coluna da Folha: As contas rejeitadas e as explicações que não convenceram

por Carlos Britto // 05 de agosto de 2021 às 07:00

Foto: Folha de PE/reprodução

Se tem uma coisa que deixa qualquer político que almeja disputar qualquer mandato é a sua vida financeira e fiscal. E contas rejeitadas tiram o sono da turma. O drama agora chegou para ex-prefeito de Quipapá (PE), Cristiano Martins (PSB), através das contas do exercício fiscal de 2018. Elas foram julgadas irregulares pelo Tribunal de Contas de Pernambuco (TCE-PE).

De acordo com a 17ª sessão ordinária da Primeira Câmara do Tribunal, em auditoria realizada por técnicos do órgão, foram constatadas diversas irregularidades nos demonstrativos contábeis que contrariam a Lei Federal nas normas gerais de Direito Financeiro para elaboração e controle dos orçamentos e sobre os princípios de legalidade, transparência e eficiência.

O TCE-PE assinalou que as contas estavam fora dos padrões contábeis que regulam a contabilidade pública. Pela auditoria, as irregularidades verificadas indicaram que o índice de convergência e consistência contábil do município de Quipapá, em 2018, ficou bem abaixo dos patamares considerados adequados. O desempenho da gestão foi classificado como “insuficiente”.

De acordo com o TCE-PE, a defesa apresentada pelo ex-prefeito Cristiano Martins “não se mostrou apta a desconstituir as falhas apontadas pela auditoria”. Ou seja, as explicações e justificativas oferecidas pelo antigo gestor não surtiram efeito.

A votação para a decisão se deu de forma unânime, acompanhando o voto do conselheiro e relator Carlos Neves, o que reforçou o entendimento sobre as irregularidades da gestão do ex-prefeito Cristiano Martins.

No ano seguinte ao exercício fiscal dessa rejeição, Quipapá foi alvo da Operação Gênesis, para apurar o desvio de R$ 18 milhões, num esquema que envolveu a prefeitura do município e secretários em crimes de corrupção, lavagem de dinheiro e fraudes em licitações.

Com 12 anos é agora

Depois de imunizar todas as pessoas a partir de 18 anos com a primeira dose de vacinas contra a Covid-19, o prefeito de Itacuruba, Bernardo Maniçoba (MDB) já autorizou a vacinação de jovens de 12 a 17 anos. O governo municipal recebeu autorização do Ministério da Saúde para ampliar a campanha para o público adolescente. Nessa primeira fase serão vacinados jovens com deficiência e comorbidades, além de gestantes e lactantes.

Os políticos e os buracos

Absolutamente todos os políticos de cidades com acessos esburacados estão na bronca. Motoristas que trafegam pelas rodovias entre Buíque e Itaíba, Itaíba e Manari, entre Ibimirim e Inajá e entre Inajá e Tacaratu, estão possessos. São muitas as crateras e os prejuízos por pneus e carros avariados no trecho. A comunidade informa que há muito tempo não veem uma máquina do DER-PE fazendo qualquer manutenção nessas rodovias. E com as chuvas os buracos aumentaram de tamanho assustadoramente.

Em Brasília

A prefeita de Serra Talhada, Márcia Conrado (PT), está em Brasília acompanhada do seu esposo o odontólogo Breno Araújo. Em suas redes sociais a prefeita comemorou uma audiência no Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), ao lado do presidente do órgão, Marcelo Ponte. A prefeita aproveitou para tentar destravar as novas parcelas de pagamento para as obras de duas creches e agilizar o projeto para uma nova escola.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *