Coluna da Folha

0
Foto: reprodução

Pedido de impugnação de candidatura continua agitando política em Dormentes

Em época de eleição, o desgaste midiático também se torna um artificio na disputa eleitoral. Em Dormentes, no Sertão do São Francisco, um processo judicial de 2012 voltou a ser assunto na cidade depois que o Ministério Público de Pernambuco (MPPE) adentrou com ação para impugnação do registro da candidatura de Roniere Reis (Patriota) para prefeito. Trata-se de uma denúncia da Justiça Eleitoral de Pernambuco, de que o candidato, que também participou da disputa em 2012, teria captado votos de forma ilegal nas eleições municipais de 8 anos atrás.

De acordo com o pedido do MPPE, o tribunal negou o recurso apresentado por Roniere na época e o manteve inelegível. No entanto, Roniere postou um vídeo nas suas redes sociais ontem (4), em resposta à ação de impugnação de registro. De acordo com o candidato, o MPPE se “baseou em uma decisão do Tribunal Regional Eleitoral de Pernambuco (TRE-PE) que não é mais válida”.  À época o TER-PE foi responsável pela condenação.

Sobre a notícia de que essa decisão foi revertida pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE), que transitou em julgado, não cabendo mais recurso, o candidato garantiu que “houve um engano”. Roniere também disse que seus advogados já estão com a defesa pronta para esclarecer esse equívoco. “Estou sereno e tranquilo, confiante de que tudo será esclarecido”, afirmou.

Quero aqui tranquilizar a cada um de vocês, o pedido de impugnação foi baseado em um pedido do TRE em recife, da campanha de 2012. Essa decisão já foi reformada, já ganhamos essa batalha judicial. Nossa caminhada segue firme, estamos colhendo mais reforço, mais apoio da população. Houve um engano, meu abraço a todos vocês, vamos caminhar juntos, rumo à vitória”, finalizou. Roniere disputa com a atual prefeita Josimara Cavalcanti (PSB).

Os pedidos do MPE

O Ministério Público Eleitoral (MPE) ajuizou quatro pedidos de impugnação de candidaturas no Sertão do Pajeú. Foram em São José do Egito e outras duas em Tuparetama. Em São José do Egito, O MPE pede a impugnação da candidatura do prefeito e candidato a reeleição, Evandro Valadares (PSB). Já em Tuparetama, o MPE pede a impugnação da candidatura do atual prefeito e candidato a reeleição, Sávio Torres (PTB) e de seu opositor, Deva Pessoa (PSD).

“Sem governo”

Durante visita a Inajá, no Sertão do Moxotó, o senador Fernando Bezerra Coelho (MDB-PE) continua batendo forte, afirmando que “Pernambuco não tem governo”, ao se colocar sobre a situação das estradas estaduais, que permanecem em situação precária, e que por isso, tem trabalhado pela federalização de alguns trechos.

Troca de vice

O partido Verde (PV) em Petrolina decidiu trocar a composição da chapa majoritária para as eleições de novembro próximo. O partido anunciou Solidete de Carvalho como a nova candidata a vice-prefeita, no lugar de Josimar Bezerra, que desistiu da candidatura na última sexta-feira (2), alegando “problemas pessoais”.

Sem tolerância

Em Cabrobó (PE), Sertão do São Francisco, a campanha eleitoral começou turbulenta para muitos candidatos. A Justiça Eleitoral e o Ministério Público Eleitoral já deixaram claro que não vão tolerar qualquer tipo de desobediência à legislação por parte dos que irão concorrer nessas eleições municipais. Até esse momento já houve multas a partidos e candidatos, além de pedidos de impugnação de registro de candidatura.

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome