Coluna da Folha

0

Dois candidatos e os mesmos problemas

Em Tuparetama (PE), os dois principais adversários políticos para as eleições municipais deste ano – Domingos Sávio (PTB) e o ex-prefeito Deva Pessoa (PSD) – têm algo em comum que não poderão apontar um contra o outro. São problemas com o Tribunal de Contas do Estado de Pernambuco (TCE-PE). Isso porque os dois já tiveram as contas rejeitadas. 

Enquanto era prefeito, Deva sofreu várias derrotas no TCE-PE, que rejeitou suas contas referentes ao exercício de 2015, por déficit de execução orçamentária de mais de R$ 1,7 milhão, omissão no recolhimento de contribuições previdenciárias, distorção de receitas e abertura excessiva de créditos suplementares de quase R$ 8 milhões. Apesar de recorrer, as contas continuaram sendo rejeitadas pelo TCE. Pela Câmara Municipal, ainda aguarda nova votação.

Já o atual prefeito, Domingos Sávio, foi multado recentemente em R$ 16.943,00 pelo mesmo TCE-PE. De acordo com o Relatório de Auditoria, as contas referentes ao ano de 2017 tiveram irregularidades em vários setores envolvendo convênios, licitações, combustível e outras despesas. A assessoria do prefeito disse que ele recorreu da decisão e que a maioria foi sanada e regularizada no julgamento, com exceção do não recolhimento previdenciário e do fracionamento de despesas para publicação de editais licitatórios e locação de carro pipa, mas que aguarda plena reversão da decisão. 

Mesmo com tudo acontecendo em pleno ano eleitoral, os dois demonstram confiança na decisão positiva da justiça e acreditam que nada disso os deixará inelegíveis. Se realmente isso acontecer, uma coisa é certa, não poderão usar esse argumento como arma de ataque. Mas, se a inelegibilidade virar fato real, qual será o plano B dos partidos?

Reeleição 

O prefeito de Triunfo (PE), João Batista (PR), que antes rejeitava a ideia da reeleição, já considera a possibilidade. Mas, para isso acontecer, vai depender do apoio do seu grupo, da popularidade da gestão e do quadro atual da pandemia, que segundo ele, são fatores decisivos para ser eleito novamente.

Vazou 

Em Arcoverde, um áudio se espalhou na cidade em que o empresário Wellington Maciel assume ser o pré-candidato a vice escolhido pela prefeita Madalena Britto (PSB). O comentário teria frustrado os planos da prefeita, que planejava fazer o anúncio em grande estilo.

Derrota grave 

O pré-candidato a prefeito de Belém de Maria, Eudo Júnior (Avante), foi condenado a pagar R$ 20 mil por propaganda eleitoral antecipada. A ação foi iniciada pelo grupo de Rolph Júnior.

 Afogados 111 anos

Para manter as comemoração ao aniversário de emancipação política da cidade, serão 3 dias de lives com artistas, poetas e músicos regionais às 20h, nos canais oficiais do município, encerrando nesta quarta-feira (1º).

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome