Coelba recupera de 11,6 milhões de quilowatts/h de energia furtada em Juazeiro

por Carlos Britto // 17 de novembro de 2022 às 19:00

Foto: Reprodução

Ações de prevenção e combate a desvios de energia realizadas pela Neoenergia Coelba em Juazeiro (BA) levaram à recuperação de 11,6 milhões de quilowatts-hora (kWh), entre janeiro e setembro de 2022. Segundo a distribuidora, o montante de energia é suficiente para abastecer 97 mil residências por um mês ou todo o município de Jacobina por 60 dias.

Só no último trimestre, foram mais de 4,4 milhões de kWh recuperados. Para alcançar esses resultados, foram realizadas ações de inspeções e regularização de clientes, com o uso de soluções inovadoras e tecnologia de redes inteligentes e modelos preditivos da concessionária – que aumenta a assertividade na identificação de situações irregulares.

A Neoenergia Coelba identificou desvios de energia em todos os tipos de unidades consumidoras: residenciais, comerciais, indústrias, fazendas, dentre outros. Além das verificações em campo, a empresa substituiu 3,1 mil medidores obsoletos e/ou com possíveis defeitos, uma das estratégias para prevenir erro na medição do consumo de energia elétrica.

Outra ação realizada pela Coelba é a regularização de unidades clandestinas, ou seja, a instalação de medidores de energia para consumidores que ainda não têm o equipamento e, portanto, estão irregulares. A solicitação pode ser feita às concessionárias e a ligação é realizada de forma gratuita.

Crime e denúncia

O furto de energia é crime previsto no artigo 155 do Código Penal Brasileiro (CPB), com pena de até a oito anos de reclusão. Além disso, os desvios de energia prejudicam todos os clientes, já que promovem modificações inapropriadas na rede, trazendo riscos à vida, e parte do valor da energia furtada acaba sendo pago entre todos os consumidores. Por isso, a Neoenergia Coelba reforça a importância de denunciar fraudes. As denúncias são feitas de forma anônima pelas Centrais de Relacionamento, como o teleatendimento 116, ou o site.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.