Clínica da Dor: leitora que explicações

por Carlos Britto // 04 de abril de 2009 às 09:15

Pessoal, eu já tinha abordado esse assunto aqui no blog e não queria postar essa correspondência sem a resposta da prefeitura, que me garantiu que nos enviaria este esclarecimento. E não enviou.

Carlos Britto

Com grande indignação e esperando resposta das pessoas que competem a tal fato, fico em grande tristeza saber que a clínica da dor, encerrou seus atendimentos.

Por quê? Por que não prestar os serviços as pessoas de baixa renda, será que eles ‘são tão insignificantes’ que não merecem uma atenção preventiva? O serviço para aliviar a dor, melhorar a postura, ter um profissional que lhe escute e lhe ajude?

Acho de uma frieza sem tamanho, escutar que a clínica da dor não traz resultados, nem produtividade, quando vejo a cara de decepção dos usuários que agora não tem a quem recorrer para sessões de aculputura, RPG, psicólogos, a não ser que tenha 40 a 60 reais disponível para cada sessão?
Cadê as diretrizes do SUS, cadê a atenção básica?

Por que os direitos dos menos favorecidos descem pelo ralo com tanta facilidade? Gostaria de saber, se esses serviços continuaram sendo prestados e aonde? E em caso negativo, porquê deixaram de existir?

Sofia Maia

Clínica da Dor: leitora que explicações

  1. Maria disse:

    Sra. Sofia Maia,
    Isso se chama corporativismo. A classe dos profissionais/comerciantes da saúde de Petrolina é a responsável por isso. Como o Prefeito é um deles e é comprometido com eles por causa da campanha, deu no que deu. A população pobre de Petrolina não tem direito a serviços médicos não. Então, não chore e nem reclame, pois isso não vai mudar nunca. A não ser que a senhora tenha dinheiro para pagar pelos serviços.

  2. ATENTO disse:

    O q mais irrita é o slogan de Julio Lost: vamos cuidar das pessoas.. q hipocrisia.. kd as unidades de saúde que seriam abertas com atendimento 24 h por dia?

  3. Ze Dantas disse:

    Essa é as recenita dele de cuidar das pessoas,num isso que el propôs na sua campanha. Agora guentem a dor desejada pela maioria do povo de Petrolina.

  4. Mario disse:

    … Petrolina continua com DOR!!! É uma pena que a população pobre de Petrolina esteja passando por isso… Enquanto alguns serviços privados estão implantando o serviço especializado para atendimento de pacientes com DOR, o sistema público disfez do que já tinha.Como Maria disse acima isso não vai mudar nunca, ou melhor o pobre sempre fica com a pior parte… Saudades de Odacy!!!

  5. Raimundo disse:

    Tenho acompanhado atentamente seu blog na expectativa de ver a explicação da Secretaria Municipal de Saúde sobre o fechamento da clínica da dor. Infelizmente fico sempre e só na expectativa. Hoje, data comemorativa do Dia Mundial da Saúde vemos o descaso com esta no nosso município, e o pior, as coisas que estão dando certo serem retiradas da população… Tenho parente e amigos que foram tratados na clínica da dor e hoje evitam ou reduziram medicação, como o caso de minha tia. Então fica a pergunta: Por que acabar com algo que esta dando resultado? Por que deixar de oferecer um bom atendimento a comunidade carente? É isso que se chama “cuidar de gente”?

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *