Clima é tenso em Arcoverde após cassação de chapa governista; até PF teria sido acionada

0
Foto: FalaPE/arquivo reprodução

O clima eleitoral é muito quente neste momento em Arcoverde (PE), Sertão do Moxotó, após o anúncio da cassação da candidatura de Wellington da LW (MDB/foto) e do delegado Israel Rubís (PP), respectivamente a prefeito e vice da chapa governista. A decisão em 1º grau foi proferida pelo juiz Daltrernani Melo Pantaleão, da 57ª Zona Eleitoral, decorrente da Ação de Investigação Eleitoral (AIE) nº 0600294-48.2020.6.17.0057.

Aliados da atual prefeita Madalena Britto – que é ferrenha adversária do candidato a prefeito da oposição, Zeca Cavalcanti (PTB) -, os dois foram condenados por abuso de poder político e econômico, pois teriam feito uso da máquina administrativa em prol de suas candidaturas. Madalena também foi punida, juntamente com Wellington da LW e Rubís, com a suspensão dos seus direitos políticos por 8 anos e pagamento de multa de 50 mil UFIRs.

A política de Arcoverde já é conhecida por ser bastante polarizada entre Madalena e Zeca. Com o acirramento dos ânimos após esse fato, que caiu como uma bomba na cidade, este Blog tomou conhecimento que até a Polícia Federal (PF) foi acionada. Tudo isso a 48 horas do pleito municipal.

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome