Clima de despedida na Câmara de Petrolina é rompido por mal-estar entre Pastor Alex e Ronaldo Cancão

6
Foto: Jean Britto/CMP divulgação

O clima de despedida que marcou a última sessão plenária de 2020 na Câmara Municipal de Petrolina, na manhã desta terça-feira (29), foi quebrado por um mal-estar entre os vereadores Pastor Alex de Jesus (Republicanos) e Ronaldo Cancão (DEM). O primeiro conseguiu ser reeleito, o segundo não.

Pastor Alex não gostou de ser repreendido por Cancão, que presidia a Mesa Diretora, quando este fazia seu discurso de encerramento do mandato na Casa Plínio Amorim. “Não gostei da sua falta de respeito em me repreender. Eu não estava dando atenção a sua fala porque estava conversando com o advogado a respeito do Partido Republicanos. Não sou nenhum moleque para o senhor me tratar daquela forma”, desabafou.

Cancão não deixou barato, afirmando que em nenhum momento tratou o colega de “moleque”. “O senhor é devia me respeitar mais. No momento de maior fracasso seu, quem lhe deu apoio fui eu, inclusive com um título de Cidadão Petrolinense. Até na hora da sua despedida (dos trabalhos legislativos) o senhor é inconsequente. E o senhor é pastor, evangelizador. Reflita”, cutucou.

Pastor Alex também rebateu: “Não misture as coisas, porque quando o senhor foi falar comigo o senhor não lembrou que sou pastor, que leio a Bíblia”. Cancão encerrou o pequeno embate em tom ainda mais duro. “Eu fui apenas pedir sua atenção, como eu dei atenção no seu fracasso. Obrigado pelo seu tratamento. A vida segue. Eu lhe dei um título de cidadão porque tive humildade em reconhecer sua luta. Mas o senhor debocha, é orgulhoso e não respeita as pessoas”, afirmou.

6 COMENTÁRIOS

  1. A saida de Cancao é um alento em uma camara municipal que deveria inteira ser reformulada, pois os vereadores da cidade são muito fracos, nem falar direito sabem. Vamos torcer para que ele não volte mais e que nas proximas eleições outros também saiam para não voltar mais.

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome