Clima de acirramento entre Osório e Ednaldo vai muito além da Casa Plínio Amorim

3

osório e ednaldo

O clima pesado entre o presidente da Casa Plínio Amorim, Osório Siqueira (PSB), e o líder de Governo, Ednaldo Lima (PMDB), pode não ficar somente na voz de prisão dada por Osório a Ednaldo, na sessão da última terça-feira (16). Já é notório, no retorno do líder à Câmara Municipal, o acirramento entre os dois. E deve expor, mais do que uma questão regimental, as diferenças políticas de um lado e do outro.

Ednaldo voltou com a faca entre os dentes, disposto a defender incondicionalmente todos os projetos enviados à Casa pelo prefeito Julio Lossio (PMDB) – como o próprio vereador já declarou.

Ocorre que Osório, na função de presidente da Mesa Diretora, precisa cumprir a ordem e não aceitará coações, como também deixou isso bem claro ao líder governista, na última terça. Nesse embate, os palanques eleitorais distintos dos quais cada um faz parte também se mistura.

Osório é aliado do senador Fernando Bezerra Coelho (PSB), enquanto Ednaldo é tido como um dos homens de confiança de Lossio. Se continuar ao estilo ‘ou vai ou racha’, o líder vai acabar comprando uma briga pesada, e não somente com Osório, mas com toda a bancada de oposição. Será que isso é bom negócio para os governistas, no apagar das luzes da gestão municipal?

3 COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome

dezoito + três =