Circulação de veículos no Centro de Petrolina cai 50% após adoção de medidas mais duras contra pandemia

2
Foto: Ascom PMP/divulgação

Dez dias após adotar medidas mais rígidas por conta da pandemia do novo coronavírus (Covid-19) – incluindo a restrição de estacionamentos no Centro da cidade -, a prefeitura já registra uma redução de 50% no tráfego de veículos na área central. Para reduzir o fluxo de pessoas e veículos nas ruas, o prefeito Miguel Coelho determinou no decreto a proibição do estacionamento no Centro. Quem desobedecer está sujeito a multa e guincho.

Segundo levantamento da Autarquia Municipal de Mobilidade (AMMPLA), as novas medidas têm trazido resultados positivos, com a redução pela metade do fluxo de veículos por ruas estratégicas como a Souza Júnior, Dom Vital, Souza Filho e adjacências. A autarquia reforça que há exceção de vagas em serviços essenciais como farmácias, bancos, loterias, mercados, clínicas e moradores da região.

Todas as ações seguem as recomendações do Governo de Pernambuco e fazem parte da Operação ‘Impacto Integrado Covid-19′ que conta com a colaboração do Ministério Público de Pernambuco (MPPE), Polícia Civil (PC), Guarda Civil Municipal (GCM), Polícia Militar (PM), Corpo de Bombeiros (CB), Polícia Rodoviária Federal (PRF), Agência Municipal de Vigilância Sanitária (AMVS) e AMMPLA.

A aglomeração de pessoas e o uso de espaços públicos que foram fechados, como orla e quadras poliesportivas, também continuam proibidos. A fiscalização vem atuando de forma intensa, principalmente para orientar os cidadãos acerca das medidas preventivas. Mas vale lembrar que, em casos de desobediência ou desacato, o cidadão pode ser conduzido à delegacia para adoção de medidas legais cabíveis.

Força-tarefa de Petrolina contra o coronavírus/foto: Ascom PMP/divulgação

2 COMENTÁRIOS

  1. Enquanto o povo está sendo recolhido em suas casas, tem muitos que estão recolhendo os dinheiros em compras superfaturadas em equipamentos que nem siquer chegam. No Rio de Janeiro chegaram a comprar respiradores que inclusive nem servem para combater a doença, ao preço de R$ 265.000,00 quando o preço normal seria de R$ 25.650,00, isto é, dez vesez mais que o preço normal, isto é, 1.000% a mais. No Espírito Santo a mesma coisa e o Empresário era o dono de um Cabaré, isso mesmo, a Empresa ficava num puteiro, e por aí vai, esse isolamento serve para isso e outras coisas, mas conter a doença não. No ano passado a DENGUE matou mais de 60.000 pessoas e esse ano não vai ser diferente, aposto que só a dengue vai matar mais do que a COVID19.

  2. Onde carro transmite o virus?
    O que toda Petrolina quê saber é dos 33 milhões de reais que o Gov.Federal mandou pra Pandemia.

    O Prefeito comprou foi Cones e qual hospital o prefeito esta injetando esses 33 milhões pra o tratamendo do COVID-19?

    Queremos saber Miguel Coelho.

    Os Vereadores de Petrolina tem que fazer o seu papel de fiscalizador do Municipio.

    Onde andam os Vereadores de Petrolina?

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome