Cappellaro diz que Dhoni “desconhece” sua história em Lagoa Grande e garante ter melhor projeto político para a cidade

5

cappellaro

Principal adversário do atual prefeito de Lagoa Grande (PE), Dhoni Amorim (PSB), que tenta a reeleição, o candidato Vilmar Cappellaro (PMDB) afirmou que o socialista tenta desqualificá-lo da disputa pela prefeitura por “desconhecer sua história”. Dhoni afirmou a este Blog que Cappellaro, enquanto empresário, nunca investiu na cidade e “não tem a cara de Lagoa Grande”.

Em entrevista ao Blog, ontem (5), Cappellaro procurou evitar polêmica, mas não deixou a declaração do prefeito sem resposta. Primeiro, disse que na primeira oportunidade que teve, comprou uma propriedade em Lagoa Grande, às margens do Rio São Francisco, onde está desenvolvendo um projeto econômico promissor para a cidade.

Cappellaro lembrou ainda que chegou ainda jovem, com 18 anos de idade, a Lagoa Grande, no início dos anos 80. Foi na cidade onde conseguiu seu primeiro emprego, trabalhando em grandes grupos fruticultores da região, até alcançar a trajetória exitosa de empresário, à base de muito trabalho e parcerias com amigos. Ele lembrou ainda que seus três filhos nasceram em Lagoa Grande. Além disso, tem participado ativamente da vida política da região desde 1996, o que derruba o argumento do seu adversário.

“Essa é uma opinião dele (Dhoni). Talvez ele desconheça a minha história. Posso não conhecer todas as pessoas de Lagoa Grande, mas conheço todas as dificuldades, ao contrário dele. Porque se fosse dessa forma ele teria resolvido os problemas, se tem tanto conhecimento”, alfinetou.

Sobre as críticas de Dhoni de que seu adversário quer se tornar prefeito “só para dizer que é autoridade”, Cappellaro afirmou ter colocado seu nome em torno de um projeto político, e não para satisfazer o ego. Cappellaro revelou ter recebido convite para concorrer ao cargo em Santa Maria da Boa Vista, mas explicou que, apesar do carinho que tem pela cidade, justificou que sua identificação é com Lagoa Grande, devido aos vínculos não só familiares como econômicos. Ele lembrou ainda que das duas vezes em que concorreu a deputado estadual, foi o mais votado na cidade. E completou dizendo que milita há muito tempo na vida pública. “Eu não caí de paraquedas em lugar nenhum. Estou na política desde 1982”, provocou.

Coalizão

Para a disputa Cappellaro vai respaldado pelo apoio de 11 partidos, sem contar as lideranças políticas de peso, dentro e fora da cidade, que se uniram em torno do nome dele. No palanque do peemedebista estão o casal Jorge e Rose Garziera (ambos ex-prefeitos), que eram adversários do grupo dos vereadores Doutor Diolanda e Mantena, e agora são seus aliados. O atual vice-prefeito, Roque Cagliari, rompeu com Dhoni e também passou a apoiar Cappellaro. Ele conta ainda com os deputados Lucas Ramos e Gonzaga Patriota, ambos do PSB, que decidiram seguir com o empresário, embora sejam do mesmo partido de Dhoni.

Segundo Cappellaro, todos os que estão no seu palanque entenderam que o melhor projeto político para a cidade era o seu. Mas deixou claro que a coalizão de forças não o atrapalhará num eventual governo. “Eles vieram para somar. Não estou fazendo nada à base de troca. Estou me colocando para fazer um trabalho, e quem me ajudar terá meu reconhecimento”, ponderou.

Propostas

O candidato admitiu que as dificuldades pelas quais passa Lagoa Grande não são poucas. Mas disse que, ao contrário do atual prefeito, que atribui à crise a justificativa de não ter realizado as obras necessárias para desenvolver o município, ele tem propostas efetivas para gerar emprego e melhorar a qualidade de vida da população. Entre suas propostas estão investimentos para construir um distrito industrial e estimular a vitivinicultura (iniciada por Jorge Garziera) atraindo novas empresas, por meio dos incentivos fiscais já conseguidos. Nesse item ele disse esperar contar com o deputado federal Jarbas Vasconcelos (PMDB), o qual governou Pernambuco em dois mandatos e investiu fortemente no setor.

Cappellaro disse também que pretende fazer um trabalho muito forte junto a assentamentos locais, colocando em prática o mesmo projeto que desenvolveu quando trabalhou na Fazenda Garibaldina, disponibilizando assistência técnica e extensão rural às famílias. Em relação à área de sequeiro, ele pretende priorizar atividades como a caprinovinocultura. Também quer reativar a feira livre de Lagoa de Grande e o matadouro, por meio de parcerias privadas, incentivar a agricultura familiar e ampliar a criação de galinhas de capoeira. Ele destacou ainda que no seu projeto constam a implantação de campos iluminados, como forma de lazer para a juventude, e programas educacionais como o ‘Família Feliz’, que inclui creches em tempo integral, além de saneamento básico e investimentos na cultura e turismo da cidade. Cappellaro assegurou também que não interromperá ações iniciadas em gestões anteriores. “O que tiver dado certo, nós vamos melhorar”, finalizou.

5 COMENTÁRIOS

  1. Um grande Homem, Vilmar Cappellaro. Confiança. Digno. Ótimo pai. Companheiro. Educado…… Tem muitos projetos para Lagoa Grande. Conheço. Pode confiar.

    Abraços,

    Luiz Domingos de Carvalho
    Bairro de Areia Branca

  2. A frase não é Dhoni desconhece, e sim o povo de Lagoa Grande não conhece a pessoa de Vilmar, muito menos a sua história, onde o povo conhece a história dele é em petrolina, e mesmo assim lá ele não tem tanto respaldo assim, pois já tentou pelo menos 04 vezes uma candidatura lá, perdeu todas, porque será?

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome