Capa de tradicional revista britânica alerta para queda do Brasil e prevê desastre em 2016

por Carlos Britto // 30 de dezembro de 2015 às 16:02

capa the economistA tradicional revista britânica The Economist escolheu a crise no Brasil como tema de sua primeira capa de 2016. Com o título de ‘Queda do Brasil’ e uma foto da presidente Dilma Rousseff de cabeça baixa, a capa alerta para “ano desastroso” à frente. Em vez do clima de euforia que seria de se esperar no início de 2016 por causa da realização da Olimpíada no Rio de Janeiro, aponta a revista, o Brasil enfrenta “um desastre político e econômico“.

O texto cita a perda do grau de investimento pela agência de classificação de risco Fitch Ratings e a saída do governo do ministro da Fazenda, Joaquim Levy, menos de um ano após assumir o cargo. A previsão de que a economia brasileira encolha até 2,5% ou 3% no ano que vem também é citada. “Até a Rússia vai crescer mais do que isso”, destaca.

Os problemas na esfera política são outro destaque da reportagem, que lembra que o governo tem sido desacreditado por causa do escândalo de corrupção em torno da Petrobras. E que a presidente Dilma, acusada de esconder o tamanho do déficit orçamentário, enfrenta um processo de impeachmet no Congresso.

Escolhas difíceis

A Economist ressalta que, como o ‘B’ do BRICS, o Brasil “supostamente deveria estar na vanguarda do crescimento das economias emergentes. Em vez disso, enfrenta uma turbulência política e, talvez, um retorno à inflação galopante”. Segundo a publicação, “somente escolhas difíceis podem colocar o país de volta ao curso, mas, no momento, a presidente Dilma não parece ter estômago para isso”.

A revista aponta que o “sofrimento do Brasil”, como o das demais economias emergentes, se deve em parte à queda dos preços das commodities globais. Fora isso, o déficit fiscal aumentou de 2% do PIB, em 2010, para 10%, em 2015.

Outras capas

Esta não é a primeira vez em que a crise brasileira aparece na “Economist”. Em fevereiro, a matéria principal da capa da revista para a América Latina também foi o Brasil. Uma passista de escola de samba usando uma fantasia com as cores da bandeira brasileira aparecia em um “atoleiro” (ou pântano) quase toda coberta por uma espécie de lodo verde.

Em setembro deste ano, a revista também teve duas reportagens sobre a crise no Brasil, embora não fossem o tema principal da capa. Com chamada de “Brasil decepciona, de novo”, duas reportagens falavam sobre a economia brasileira com cenário político desalentador. Em meio às ações da Operação Lava-Jato e à recessão confirmada pelo PIB, o país sofria com as disputas políticas entre uma presidente com apenas 8% de aprovação e um Congresso que gasta energia tentando derrubar Dilma “em vez de procurar uma maneira de remediar o orçamento”, dizia o texto da revista.

Foi a mesma “Economist” que em 2009 estampou em sua capa uma imagem do Cristo Redentor “decolando” do Corcovado, uma representação positiva do crescimento da economia brasileira na época. Em 2013, o mesmo Cristo Redentor foi mostrado em um voo “desordenado”. (fonte: O Globo /foto: reprodução)

Capa de tradicional revista britânica alerta para queda do Brasil e prevê desastre em 2016

  1. Sempre Atento disse:

    Eles ainda estão prevendo, nós brasileiros já estamos sentindo o desastre,estão atrasados Cada coisa que server rsrsrsrsrsr.

  2. Maria disse:

    Economistas como videntes, futurólogos são uns desastres. Deveriam se preocupar em traçar mudanças na ordem econômica mundial, que do jeito que é, é um desastre para a humanidade. A economia mundial do jeito que está não beneficia mais nem mesmo quem a criou para se beneficiar da desgraça da humanidade, os EUA. É só ver a miséria que assola no mundo e nos EUA.

    1. Coco Seco disse:

      Isso mesmo! O PT foi quem salvou esse país. Somos hoje o país que mais cresce, que mais gera empregos, dos menores impostos, dos juros mais baixos, dos maiores investimentos externos, de maior satisfação dos brasileiros. Viva o PT!!!!!!!!!!!!!!!! #SQN

    2. Guimarães disse:

      Os EUA crescem, a Europa cresce, o mundo cresce, o PIB brasileiro é o que mais encolhe no mundo. Você quer enganar alguém ou é só auto-enganação mesmo? Dizer que os EUA – nação mas rica do mundo – é assolado pela miséria é no mínimo desonestidade intelectual ou absoluta falta de senso da realidade. Ah, tu é petista, que realidade que nada !!!!!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Últimos Comentários

  1. Srs leitores e, redatores deste conceituado meio de comunicação. Aproveitando para parabenizar, pela matéria postada, pois, é história e é…