Campo das Princesas será reaberto nesta sexta com presenças de socialistas cotados de Eduardo

0

campo das princesasA reinauguração do Palácio do Campos das Princesas reunirá, nesta sexta-feira (14), os cinco socialistas que desejam estar no comando da sede do governo a partir de janeiro de 2015. O vice-governador, João Lyra Neto; o ex-deputado federal Maurício Rands; o ex-ministro da Integração Nacional Fernando Bezerra Coelho e os secretários das Cidades, Danilo Cabral, e da Casa Civil, Tadeu Alencar, estarão juntos com o governador Eduardo Campos (PSB) na cerimônia que marca a reabertura do local, sede do governo de Pernambuco desde 1841.

Com o governador em Brasília para agendas políticas, a sucessão estadual durante esta semana ficou apenas no terreno das especulações, sem qualquer conversa definitiva, como foi aventado inicialmente. Além dos candidatos a candidato, os presidentes do Tribunal Regional Federal (TRF), do Tribunal Regional do Trabalho (TRT), do Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE); o prefeito do Recife e o presidente da Assembleia Legislativa estão na lista de presenças confirmadas.

Para cumprir um rito formal, o Cerimonial do governo enviou convites aos governadores do Maranhão, Sergipe, Alagoas, Paraíba, Piauí e Bahia, mas nenhum deles confirmou presença à solenidade, prevista para começar às 18h.

A cerimônia, para 300 convidados, será aberta com um discurso dos engenheiros responsáveis por tocar a obra, que explicarão todo o processo de restauração do espaço e em seguida o governador-presidenciável Eduardo Campos falará sobre a simbologia do Palácio do Campo das Princesas, de onde o seu avô – o ex-governador Miguel Arraes de Alencar – foi deposto do governo por ocasião do golpe militar de 1964.

Em seguida, um coquetel será oferecido aos convidados. Eduardo Campos fará hoje, entretanto, citações à importância do Palácio, mas o planejamento político é que ele só aborde a deposição e prisão do avô (em 1º de abril de 1964), de maneira mais enfática, quando deixar o governo para ser candidato à Presidência, evento que está programado para 3 de abril. Exatos dois dias depois da data histórica. (Fonte/foto: JC Online)

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome