Caminhoneiros autônomos de Pernambuco confirmam paralisação na próxima segunda-feira

1
Foto: Diego Nigro/JC Imagem

Caminhoneiros de Pernambuco se mobilizaram nos últimos dias nas redes sociais para garantir que a paralisação programada para o dia 1º de fevereiro aconteça. Muitos já dizem que a intenção é de que seja “igual ou maior” que a greve dos caminhoneiros em 2018.

A Confederação Nacional dos Trabalhadores em Transportes e Logística (CNTTL) informou, nessa quinta-feira (28), por meio das redes sociais, o apoio de mais uma organização à greve dos caminhoneiros. A CNTTL, a Federação Unitária de Transporte, Porto, Pesca e Comunicação da América (FUTAC) também apoia o protesto.

O movimento já conta com o apoio da Confederação Nacional dos Trabalhadores em Transportes e Logística, que está orientando todos os 800 mil motoristas autônomos e celetistas da sua base a aderir ao movimento.

Apesar da Confederação Nacional dos Transportadores Autônomos (CNTA) e lideranças da categoria terem afastado qualquer risco de uma paralisação, a declaração não impediu que os motoristas se mobilizassem. “Esse pessoal não nos representa”, declarou um caminhoneiro. O principal motivo de insatisfação da categoria é devido ao preço do diesel e às promessas não cumpridas após a histórica greve no Governo Temer em 2018.

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome