Câmera de segurança registra policiais militares agredindo jovem em Juazeiro

14
Câmera de segurança flagra policiais militares agredindo jovem em Juazeiro, norte da Bahia. (Foto: Reprodução/TV São Francisco)

Câmeras de segurança de uma casa na cidade de Juazeiro (BA) registraram o momento que um jovem é agredido por dois policiais militares. O caso aconteceu na madrugada de terça-feira (25), mas só foi divulgado na sexta (28). As imagens mostram o rapaz andando em uma calçada, quando é abordado por dois PMs.

Os militares descem da viatura e passam a agredir a vítima. Em seguida, o jovem é colocado dentro do veículo e os policiais saem com o rapaz. “Eles já chegaram me batendo. O primeiro já me deu um murro no peito. Aí o outro começou a bater do outro lado. Eu fiquei praticamente sem reação”, lembra o jovem.

A vítima, que preferiu não ser identificada, contou detalhes das agressões nesta sexta. As marcas da violência ainda estão pelo corpo e ele diz não conseguir esquecer o que aconteceu. “Quando os dois estavam comigo, eles me deram muitos murros na nuca, muitos murros na costela. Chutaram meu calcanhar. Meu maio medo foi de morrer”, disse.

A família do rapaz agredido procurou a Delegacia de Juazeiro e prestou queixa contra os dois policiais. O caso será encaminhado para a Corregedoria da Polícia Militar da Bahia. “Eu estou com medo da polícia e é isso o que revolta a gente. A gente tem medo de quem poderia estar protegendo a gente”, disse a mãe do jovem, que também não quis ser identificada.

A vítima disse ainda que procurou um advogado e vai formalizar uma denúncia ao Ministério Público do Estado da Bahia (MPBA).

Vítima ainda tem marca das agressões dos policiais militares. (Foto: Reprodução/TV São Francisco)

Outras registros

O rapaz não foi a única pessoa agredida por PMs na madrugada do mesmo dia. Dois adolescentes de 13 e 16 anos também relatam agressões.

Os policiais já chegaram mandando parar. Já foram descendo [da viatura], já batendo na gente”, lembra o adolescente de 13 anos. A jovem de 16 disse ainda que foi agredida na face. “O policial puxou meu cabelo e me deu um tapa no rosto”.

A família dos dois adolescentes procurou o Conselho Tutelar do município e também denunciou o caso na Corregedoria da PM. “A família procurou o Conselho Tutelar para relatar que esses dois adolescentes sofreram agressão por parte dos policiais e o Conselho Tutelar encaminhou os mesmos para os órgãos competentes, para que as providências sejam tomadas”, disse o coordenador da instituição, Charles Vargas.

A avó dos adolescentes, que também não quis se identificar por medo de represálias, disse que não se conforma com o que aconteceu. “Choro dia e noite pensando no que meu neto passou. Fiz questão de denunciar porque eu não vou deixar isso quieto. Eu vou até o fim”.

O capitão Sandro Teixeira de Sena, que é subcomandante da companhia onde os policiais trabalham, informou que o caso vai ser investigado. “Se verificar que eles realmente praticaram alguma conduta ilegal, serão punidos de acordo com o que a lei prevê”, ponderou. (Fonte: G1-BA)

14 COMENTÁRIOS

  1. Tem que esclarecer o por que ele foi levado, será que a Polícia deu uma carona pra ele?

    Maluco zanzando um da madruga e vem a Polícia e diz- ei amigo vamos ti da uma carona! Francamente alguma coisa teve ai, infelizmente quando acontece isso todos sabem críticar, mais quando a pessoa é roubada todos querem que a Polícia vá com tudo.

  2. Qualquer zé hoje entra na polícia, passa 6 meses num curso mequetrefe e já vão para as ruas, o resultado é esse aí. Além disso ainda temos que aceitar os péssimos números de trabalho dessa instituição, mas os salários estão sempre em dia. O Brasil não é um país sério.

  3. A banda podre sempre vai existir, seja na polícia ou qualquer outra instituição. O que não pode é generalizar. Aos policiais que erraram que sejam punidos severamente, o que dificilmente acontece.

  4. Esses policiais precisam ser identificados e punidos, a ‘farda’ não da direito a policial nenhum agredir ninguém, mesmo que seja um marginal, precisam ser punidos para servir de exemplo e coibir esses abusos, senão vira moda. Eles são pagos para defender a população, não para agredir, isso só causa um distanciamento maior entre a policia e a população.

  5. Meu pai foi policial Militar da BA por 35 anos em tempos de ditadura militar ele vio as imagens e reportagens como todo cidadão de bem bom senso ficou indignado com tamanho truculenncia desses dois indivíduos que se dizem ser PM.
    Vergonha.

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome