Câmara empossa suplentes de deputado em período de recesso

por Carlos Britto // 27 de dezembro de 2008 às 13:35

Pelos menos 15 novos deputados assumem o mandato parlamentar, em definitivo, a partir do dia 6 de janeiro. Eles ocuparão vagas deixadas por deputados que foram eleitos prefeitos em outubro passado e vão assumir o cargo em 1º de janeiro. Dos 87 parlamentares que disputaram as eleições municipais deste ano, 16 foram eleitos prefeitos e dois, vice-prefeitos. Mesmo com o Congresso Nacional em recesso parlamentar até 1º de fevereiro, o presidente da Câmara dos Deputados, Arlindo Chinaglia (PT-SP), marcou para 6 de janeiro a posse dos novos parlamentares, que vão receber o salário de janeiro, proporcional aos dias em que estiverem no mandato, mesmo sem estar trabalhando em Brasília.
O salário de deputado é de pouco mais de R$ 16 mil. Cada deputado ou senador tem direito também a uma verba indenizatória de R$ 15 mil por mês, além de moradia ou auxílio-moradia, passagens aéreas e verba de gabinete de R$ 60 mil para contratação de servidores (secretários parlamentares) para seus gabinetes. Com o fim do nepotismo, os parlamentares não podem mais contratar parentes para esse trabalho.
Os dois deputados vice-prefeitos – Frank Aguiar (PTB-SP), em São Bernardo do Campo, e Carlos Souza (PP-AM), em Manaus – ainda não encaminharam o ofício. Aguiar e Souza poderão continuar como deputados, mas, se assumirem o cargo de vice-prefeito, terão que renunciar ao mandato parlamentar.

Câmara empossa suplentes de deputado em período de recesso

  1. David nomero De Macedo disse:

    Esse povinho brinca com o dinheiro do povo,por isso que gastão muito para elejerem-se.A bolada é boa, um premio da loto por ano, em torno de 1,3 milhão, ainda comemoram quando consegui uma obra de igual valor, com altidoor e tudo.Me engana que eu gooosto.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.