Brasileiro Rodrigo Gularte é executado na Indonésia

por Carlos Britto // 28 de abril de 2015 às 16:28

rodrigo gularte indonesiaO brasileiro Rodrigo Gularte, de 42 anos, foi executado na Indonésia na madrugada desta quarta-feira (29) – horário local, tarde de terça-feira (28) no horário de Brasília. Ele havia sido condenado à morte por tráfico de drogas, e a pena foi executada por um pelotão de fuzilamento.

De acordo com a emissora 9news, da Austrália, outros sete condenados por tráfico de drogas foram executados. A única mulher condenada do grupo, a filipina Mary Jane Veloso, não foi executada porque a pessoa que a recrutou para transportar drogas se entregou às autoridades. Mary Jane precisa testemunhar no processo desse outro suspeito, por isso o presidente filipino pediu que sua execução fosse postergada.

O paranaense Gularte foi preso em julho de 2004 depois de tentar ingressar na Indonésia com 6 quilos de cocaína escondidos em pranchas de surfe. Ele foi condenado à morte em 2005.

Ele é o segundo brasileiro executado no país este ano – em janeiro, Marco Archer Cardoso Moreira, de 53 anos, foi fuzilado. Ele também cumpria pena por tráfico de drogas.

Gularte foi diagnosticado com esquizofrenia por dois relatórios médicos no ano passado. Em março, uma equipe médica reavaliou o brasileiro a pedido da Procuradoria Geral indonésia, mas o resultado deste laudo não foi divulgado.

Familiares e conhecidos relataram que Gularte passava seus dias na prisão conversando com paredes e ouvindo vozes. Dizem que ele se recusava a tirar um boné, que usava virado para trás, alegando ser sua proteção.

Últimos dias

Angelita Muxfeldt, prima de Gularte, passou os últimos meses na Indonésia tentando reverter a decisão. Ela esteve com ele pela última vez na tarde de terça, no horário local, horas antes da execução.

Angelita contou, antes da execução, que não disse ao primo claramente o iria ocorrer, e que ele não sabia o que iria acontecer, apesar de ter sido informado no sábado (25) da morte iminente. Segundo a brasileira, ele sofre de delírios e não entendeu que seria executado, acreditando que ainda seria solto.

Além do brasileiro, sete outros suspeitos foram executados. Todos foram condenados por tráfico de drogas e tiveram seus pedidos de clemência rejeitados.

Eles são os australianos Myuran Sukumaran e Andrew Chan, os nigerianos Martin Anderson, Okwudili Oyatanze, Sylvester Obiekwe Nwolise e Jamiu Owolabi Abashin e o indonésio Zainal Abidin. A filipina Mary Jane Veloso foi poupada. A Austrália e as Filipinas também tentaram diversos recursos para adiar as execuções, além de realizarem pressão diplomática, mas sem sucesso. (fonte: G1-SP/foto: AFP reprodução)

Brasileiro Rodrigo Gularte é executado na Indonésia

  1. antonio disse:

    abursurdo essa ideia deste presidente era ele que devia morrer para mim e triste ver umacoisa dessa deus deus e tudo

  2. Comentador, Aquele que Comenta! disse:

    Se existisse pena de morte aqui em nosso país, com certeza o tráfico e outros crimes hediondos não mais existiria, mas infelizmente nossos políticos também são sustentados pelo dinheiro do tráfico(não é Aécio?). Ao invés de mexer na maioridade deviam eram pensar em por para votação pública se nós somos a favor da Pena de Morte para Tráfico e Crimes Hediondos (estupro-pedófilos- corrupção), queria ver brasileiro fazer alguma coisa, faz porque não existe lei e nem prisão. O nosso trânsito mata mais que uma guerra

    1. Maria do Socorro disse:

      Então o jovem comentador comunista é a favor do paredão, do fuzilamento, como faz Nicolás Maduro, amiguinho dos CorruPTos?
      E quem rouba o povo, o país, merece o que? Prisão perpétua?
      E quem continua elegendo esses corruPTos deve ganhar o quê?
      E o filho de Lula?

      1. Comentador, Aquele que Comenta! disse:

        Não seria má ideia Maria que todo aquele político corrupto fosse para prisão perpetua o ruim seria arrumar local pra tanto corrupto pois a única coisa que TODO político sabe fazer é “tirar” proveito do dinheiro público ou seja ROUBAR… Cadeia neles e se possível paredão pois só assim moraliza esse país.

  3. centauro disse:

    que comentador burro dà zero pra ele! se fosse do jeito que tu quer só morreria usuários igual a tu.

  4. Porta Voz Oficial da Prefeitura de Petrolina disse:

    A Prefeitura Municipal de Petrolina, por meio de nota, lamenta a morte trágica de um irmão patriota que foi nos representar em outro pais e de lá saiu morto.
    Decretamos luto oficial de 3 dias em memória deste grande homem que se foi.

  5. carlos disse:

    vai tarde!

  6. Mario Alexandre disse:

    O interessante é que esse rapaz foi levar para a Indonésia tristeza e destruir famílias com a sua droga, não podemos ficar achando que ele é um herói nacional e que o coitadinho morreu tentando defender o seu país, ele era um traficante como outro qualquer aqui do Brasil que só leva tristeza para as milhares de famílias que perdem seus filhos para a droga. Pena de morte deveria existir no Brasil, mas claro que a Justiça tem que melhorar muito para que isso aconteça um dia.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Últimos Comentários

  1. Srs leitores e, redatores deste conceituado meio de comunicação. Aproveitando para parabenizar, pela matéria postada, pois, é história e é…