Bodódromo poderá perder mais um restaurante de peso

10

bododromo-petrolina

Notícia ruim para os frequentadores do Bodódromo de Petrolina: mais um restaurante de peso do complexo gastronômico está fechando as portas.

Informações dão conta de que a bola da vez é o Restaurante Curaçá. Segundo uma fonte, funcionários do restaurante já estariam de aviso prévio.

Localizado no Bairro Areia Branca, zona leste da cidade, nas imediações da Avenida São Francisco, o Bodódromo foi criado em 2000 pelo então prefeito Guilherme Coelho (PSDB) e se tornou um dos cartões-postais de Petrolina. Mas o local carece de uma repaginada há tempos – como este Blog, inclusive, vem chamando a atenção das autoridades competentes.

Para piorar esse cenário, a revoada de restaurantes como Beradero, Isaías do Bode Assado e agora o Curaçá (caso se confirme mesmo) só enfraquece ainda mais o Bodódromo. Uma pena.

10 COMENTÁRIOS

  1. Que pena. O bodódromo caiu no esquecimento graças aos próprios empresários, que deixaram seus negócios caírem na obsolescência, além de cobrarem caro por um serviço de qualidade questionável. Sem inovação o futuro de qualquer negócio é a ruína, é triste mas é assim que funciona o mercado.

  2. realmente cego é muito caro por uma iguaria regional, pode até não fechar o que resta porque é o único, só que mesmo que volte os que fecharam eles tem que acabar com esse monopólio de preços exagerados.

  3. Nessa época de crise quem não conseguir manter a qualidade com preços competitivos acaba fechando. Só fui uma vez ao Curaçá, mas achei o preço alto para um produto que tem em todos os restaurantes do Bodódromo. Um ambiente climatizado por si só não justifica tais preços. Quanto ao bode assado do Isaías, era um dos de pior qualidade na minha opinião. Ainda vou no Ângelo, mas percebi que os preços subiram mais que a média nos últimos anos e as porções de carne parecem levemente menores. A dica que eu dou é melhorar a eficiência dos estabelecimentos. Percebo que em muitos lugares há pessoal demais trabalhando, o que no final impacta no custo do produto.

  4. Era um dos maiores complexos turísticos de Petrolina, em algumas cidades que andei, sempre que eu falava que morava em Petrolina alguém mencionava que conhecia e já tinha frequentado o Bodódromo. Realmente uma pena velo definhar.

  5. que pena o aluguel ali é absurdo falta condições para os empresários trabalharem essas pessoas geram muitos empregos e o que ganharam da prefeitura foi o abandono obs. pergunta pra JÚNIOR DO DO BODE CURAÇÁ OU QUALQUER OUTRO SE A PREFEITURA DEIXOU DE RECOLHER OS IMPOSTOS PAGOS POR ELES .

    • Dinheiro público não deve ser utilizado para financiar empreendimentos privados, pois traz desequilíbrios para as contas públicas e cria distorções de mercado. Quem quiser empreender que corra atrás de um banco privado para financiar seu negócio.

  6. Eu preferia quando era o tradicional carneiro assado,com feijão tropeiro e uma macaxeirinha assada na manteiga. Eu acho que inovaram demais e se esqueceram da tradição. Uma praça em frente que virou estacionamento e uma falta de estrutura pra acolher os visitante independente de onde seja. Pois se falam muito que o bodódromo não tem estrutura pra receber os turistas e a população petrolinense que é quem sustenta esse ambientes e outra quem não sabe o bodódromo tem um nome BODÓDROMO EDGAR FILHO em homenagem ao filho de Sr. Edgar um dos donos de restaurante.

  7. crise,crise qualidade,qualidade esses estabelecimentos tem uma culinária meia sola lugar para levar menino ,papagaio ,cachorro enfim preço do primeiro mundo obs nome errado bdódromo só sai carneiro pré assado.

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome