Boca no trombone: Comunitário relata série de problemas no Bairro Maria Auxiliadora

3

Atento ao dia a dia do Maria Auxiliadora, zona leste de Petrolina, onde reside, o comunitário José Carlos Garcia relata uma série de problemas no bairro e chama atenção das autoridades competentes.

Confiram:

Caro Carlos Britto,

Resido no Bairro Maria Auxiliadora e gostaria de relatar alguns problemas que existem aqui na comunidade. Por ser numa área bem central, temos uma grande movimentação de pessoas e carros e, com isso, há uma necessidade de manutenção de certos serviços. A prefeitura recentemente fez um tapa-buraco em algumas ruas aqui do bairro e isto foi muito bom.

Fiz um levantamento do que precisa ser melhorado de imediato:

1) Desde o ano passado, foi solicitado à Celpe que fizesse a poda de duas árvores (uma  na praça do bairro, próximo da igreja católica e a outra que fica na esquina das ruas Floriano Peixoto com a André Vidal de Negreiros, sendo esta vizinha a uma creche, o que gera um risco ainda maior). Como estamos entrando na época de ventos mais intensos, corre-se o risco de algum incidente até mais grave. Envio duas fotos, mostrando a situação de ambas;

2) Com a instalação de um semáforo na esquina da Rua Álvaro Moreira da Rocha com a Avenida da Integração, existe a necessidade de uma nova pintura na Rua Álvaro da Rocha, com a divisão da via em faixas, para ordenamento dos carros, visto que os carros param no semáforo  de forma desorganizada, ao invés de ser em uma fila perfilada, e assim atrapalha no fluxo de saída (sugiro que a AMMPLA reveja isso);

3) Iluminação pública: Na Avenida Darci Ribeiro, próximo ao canal do shopping, há a necessidade de instalação de novas luminárias, visto que a noite, é um breu muito grande, favorecendo o risco de acidentes e assaltos (se observar nas fotos, quase não existem luminárias na região da rotatória de quem vem do shopping, além de muitas árvores, poderiam ser instalados postes metálicos, como o que foi colocado em frente da AME Servidor, na região da Câmara de Vereadores, ficou bem iluminado), outro fator de risco é o matagal que está tomando de conta do terreno vizinho ao shopping(necessita de limpeza imediata, de quem for o responsável pelo mesmo). Na Avenida da Integração, existem vários postes com lâmpadas queimadas ao longo da via, necessitando troca. Existe algum projeto para troca por LED?(várias cidades já estão fazendo as substituições, melhorando a iluminação, e economizando).

4) Melhoria de espaço público: por fim, a praça do bairro nunca foi finalizada, já que barracos foram construídos de forma irregular no meio da praça e nunca foram retirados. A prefeitura tem algum projeto para o término da obra(calçada, postes, bancos) e retirada dos referidos barracos?

Deixo aqui minha queixas e aguardo pela resposta dos órgãos competentes(Celpe/Prefeitura/AMMPLA/Shopping). Grato pelo espaço.

José Carlos Garcia/Administrador de empresas

3 COMENTÁRIOS

  1. Grande novidade, se fosse apenas esse bairro, veja a situação da rua do cajueiro e praça do galo, o calçamento só tem buraco e a pra as arvores estão~para alcançar o ceu.

  2. Ótima colocação deste cidadão! Aquele espaço próximo ao canal que beira o shopping está repleto de algarobas e a noite é muito escuro, propiciando os assaltos a transeuntes. Quanto ao barraco na praça, realmente é vergonhoso, as pessoas se apossam de locais públicos sem nenhuma ordem e prefeitura não toma nenhuma providência. O ambiente se torna feio, diante de uma praça até bonita. Esperamos que os órgãos competentes tomem as medidas cabíveis.

  3. Boa noite!
    Eu fico pensando duas opções:
    1- O Primeiro fiscalizador do bairro e o presidente que faz um levantamento e organiza um projeto de organização junto a população para juntos buscarem melhorias através de cobrança ao órgão competente.
    2- Os vereadores na verdade são poucos que saem as ruas e fazem algo a respeito da organização dos problemas comunitários então cabe ao presidente do bairro fazer o trabalho que compete aos vereadores que ganham muito dinheiro para estarem batendo boca na câmera e além de mudarem o horário das seções para um horário impróprio para que a população não camparecam em massa.

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome