Bioma Caatinga dá início a novas ações em municípios do norte da Bahia

0
Foto: Marcos Santiago/divulgação

No norte da Bahia, o terceiro ciclo do Programa Bioma Caatinga irá beneficiar, até 2019, 600 criadores de caprinos e ovinos, além de 30 micro e pequenas empresas ligadas à caprinovinocultura nos municípios de Juazeiro, Remanso, Casa Nova, Curaçá e Uauá, no norte da Bahia. A iniciativa, fruto de parceria entre o Sebrae estadual e a Fundação Banco do Brasil, é desenvolvida na região desde 2013 com o objetivo de fortalecer a cadeia produtiva da caprinovinocultura, levando conhecimento, inovação no manejo e elevação da qualidade dos animais para os seus criadores, além de acesso a mercados e a crédito financeiro, para futuros investimentos no segmento.

Coordenador do Bioma da Caatinga e analista do Sebrae em Juazeiro, Carlos Robério Araújo explica que o programa começou com a identificação e organização dos produtores em cerca de 40 territórios, nos cincos municípios atendidos. Depois, priorizou estratégias para integrar ações entre os produtores e empresas ligadas ao setor.

Robério destaca que a nova etapa do Bioma visa a intensificar o acesso do produtor a novos mercados, buscando maior participação nos lucros dos negócios que produz, eliminando intermediários na venda da carne, por exemplo, ou comercializando diretamente com grandes redes de atacado e varejo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome