Banda pernambucana Qampo vai além da mistura do pop com ritmos regionais

0
Foto: divulgação

O recente cenário musical pernambucano tem sido profícuo desde o Manguebeat, nos anos 90 – movimento liderado pelo inesquecível Chico Science. A mais nova promessa desse belo legado cultural chama-se Qampo.

Formada em Olinda por Beró Ferreira, Marco D’Almeida, Rafael Zimmerle e Pedro Laporte, a Qampo surgiu com a intenção de compartilhar ideias criativas, fomentadas pelo interesse em unir esteticamente correntes universais e regionais filtradas pela perspectiva do indivíduo. É por isso que, dentre os arranjos que unem elementos de influência pop, num sentido amplo, com elementos harmônicos e percussivos que remetem à música popular brasileira, são por vezes exploradas temáticas relativas ao ser e estar no mundo, ao indivíduo convivendo consigo e com os outros.

De tal modo, os elementos regionais, embora imprescindíveis, se misturam de maneiras por vezes sutis dentro das canções do grupo, dando espaço para uma compreensão mais global da mensagem proposta pela banda. Ainda nessa perspectiva, a proposta não se limita a determinado gênero, mas explora à luz das influências dos integrantes diversas possibilidades, unidas pelo gosto e pelo uso do violão, guitarras distorcidas, percussão e sintetizadores. Quem quiser conhecer mais a banda, pode se estimular com uma pequena amostra disponibilizada pelo Blog.

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome