Auxílio emergencial já injetou mais de R$ 1 bi na economia pernambucana, destaca Antonio Coelho

2
Foto: divulgação

Entre as medidas que estão sendo aprovadas para ajudar o Brasil a enfrentar a crise causada pela pandemia do novo coronavírus (Covid-19), o auxílio emergencial de R$ 600,00 – pago à população mais vulnerável – é a medida mais positiva adotada pelo governo federal. A avaliação foi feita pelo deputado estadual Antonio Coelho (DEM) durante transmissão em rede social com o deputado federal Fernando Filho (DEM-PE) nesta quarta-feira (6). Como exemplo de sucesso da ampliação da proteção social, Antonio apontou o aumento do número de famílias cadastradas no programa Bolsa Família, garantindo o sustento a mais pernambucanos nesse tempo de crise.

Em Pernambuco, 72 mil novas famílias foram cadastradas no Bolsa Família e passaram a receber o benefício em abril, devido ao auxílio emergencial implantado pela União. Isso mostra o empenho em assistir as famílias pernambucanas durante esse momento delicado no qual nos encontramos. É um benefício essencial para assegurar a dignidade das pessoas e garantir um alento para a economia do nosso Estado“, destacou Antonio Coelho, ressaltando que o auxílio emergencial levou a uma injeção extraordinária na economia local em mais de R$ 1 bilhão.

É o programa de maior impacto na economia e mais presente na vida dos brasileiros, principalmente os mais vulneráveis“, reforçou Fernando Filho.

Os democratas também ressaltaram o esforço que vem sendo feito para ajudar estados e municípios, seja para repor as perdas com a arrecadação de impostos seja para ajudar a área da saúde a combater o coronavírus. No caso de Pernambuco, a gestão estadual deve receber quase R$ 1,5 bilhão e os governos municipais cerca de R$ 1 bilhão para que possam manter as engrenagens funcionando. “Os recursos buscam dar condições para que eles possam honrar os seus compromissos e para que possam manter em dia os serviços essenciais“, pontuou o deputado federal.

Estado

No âmbito estadual, Antonio reafirmou que a Assembleia Legislativa (Alepe) tem se esforçado para garantir à gestão estadual os instrumentos e a flexibilidade para enfrentar os desafios dessa pandemia. O parlamentar citou o remanejamento das emendas parlamentares para a área da saúde bem como a autorização para o Estado realocar recursos de financiamento junto ao BIRD para a saúde, no valor aproximado de R$ 95 milhões.

2 COMENTÁRIOS

  1. Os 2 deputados deveriam mandar o irmão prefeito da explicação a sociedade de Petrolina sobre as denúncias de Gabriel Menezes,uma vergonha para nossa cidade e olho que veio com o lema de um novo tempo,veio pior do que os outros,o dinheiro que o governo federal tá liberando só vai ser bom para políticos corruptos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome