Atendimento de peritos do INSS em Petrolina é alvo de reclamações; paciente com fibromialgia diz que médico torceu seu braço

14
Michelle Viana e Francisca Caetana têm fibromialgia. (Foto: Duda Oliveira/Blog do Carlos Britto)

Francisca Caetana da Silva, de 42 anos, e Michelle Viana Cabral, de 47, são portadoras de fibromialgia e outras doenças e reclamam do atendimento pericial na agência do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) de Petrolina.

Além de todo esse problema, Francisca – que é atendente de loja – relata que a sua consulta mais recente, no último dia 6 de fevereiro, acabou sendo dolorosa. Para ela, o médico perito responsável pela avaliação não respeitou as dores que sentia. “Eu pedi a ele para não torcer e ele torceu meu braço e ainda torceu meu punho. Nós, que temos fibromialgia, temos as articulações muito sensíveis. Foi o único membro que ele examinou, ou melhor, torceu”, afirma Francisca, que teve o benefício cortado e disse que vai entrar na Justiça.

Na minha opinião e na opinião dos médicos que me acompanham, eu não estou apta a trabalhar. Eu sinto muitas dores no corpo, minhas crises são de 60 a 90 dias, 24 horas sem parar, até o ponto de eu chegar a ficar internada. Retorno para casa e as dores voltam normalmente, pois a medicação que a gente toma é só para aliviar. Essa doença vai deixando você muito debilitado”, completa.

Francisca afirma que o perito não olha a documentação. “A gente leva relatório da psicóloga, da ortopedista, exame passado pelo neurologista, relatório do psiquiatra e relatório do clínico geral, mas ele simplesmente não olha nada. Estou com um laudo de 180 dias. Eu vou voltar para a empresa e como ela vai me aceitar? Estou há um ano e sete meses sem trabalhar. Só recebo um salário mínimo [do INSS].

‘Peregrinação’

Michelle Viana é técnica de enfermagem e disse que vive uma peregrinação, pois já teve o benefício cortado quatro vezes. Com laudos médicos que atestam que ela não pode trabalhar, Michelle afirma que o médico responsável pela sua perícia também não olha os exames, nem a examina. “Quando eu volto para o INSS eles nem me examinam, só dizem que de noite eu olhe o resultado no ‘Meu INSS’, que nem funciona. E eu estou há cinco anos nessa luta”, afirma Michelle.

O fator psicológico afeta muito. Não consigo dormir com dor nos ombros e na coluna. A última vez que eu acionei a Justiça foi em setembro de 2018, sendo que o último mês que eu recebi foi em julho. Fiz perícia em setembro. A doença [fibromialgia] é autoimune e não tem cura. Esses três meses de benefício [do INSS] seriam justificáveis se eu pudesse buscar a cura e nesse período eu pudesse me curar. Mas não tem cura!”, lamenta a técnica de enfermagem.

Francisca e Michele ainda reclamam de demora no atendimento, mesmo estando com a perícia agendada. “[Os atendentes] são todos estagiários, e ninguém sabe explicar nada”, finalizam. O Blog acionou o INSS, mas ainda não obteve resposta.

14 COMENTÁRIOS

  1. Buscar afastamento pelo INSS por Fibromialgia??? Deveria visitar grandes empresas onde pessoas com diversas doenças crônicas graves ou limitações físicas trabalham com afinco. Somos realmente um país de trabalhadores pouco produtivos mesmo. É brincadeira…

    • Vc deveria se informar primeiro para depois sair fazendo comentários, ninguém em nenhum momento falou que em grandes empresas não tem pessoas com diversas doenças crônicas graves ou limitações físicas, há tantas doenças que vc desconhece nesse mundo na verdade vc só conhece as doenças relacionadas a trabalho em grandes, que deve ser onde vc trabalha, quer dizer que quem trabalha em empresas menores nao sente nada, nao podem ter doenças graves? nao quer dizer que quem tem fibromialgia não tem direito igual a quem tem uma doença crônica ou limitações, para vc que não está informado as pessoas portadoras dessa síndrome são pessoas debilitadas pela dor, vc acha que uma pessoa quer passa 24 horas do seu dia sentindo dor? Vc acha que uma pessoa quer ter sua vida parada por causa da dor? Vc acha que uma pessoa quer passa dias deitado numa cama de hospital tomando diversos medicamentos para “aliviar” “não curar porquê essa doença não tem cura” dor? Tenho a plena certeza de que essas pessoas renunciariam esse “GRANDE BENEFÍCIO” em troca de não terem que passar por tudo que eles passam, seja mais empático pelos outros, nós seres humanos somos tão desprezível a ponto de apontar o dedo na cara dos outros e desmerece-los porque a doença dele e menos que qualquer outra? Tenho certeza que não, eles tem a obrigação de correr atrás dos seus direitos igual qualquer um, se eles pagam IPTU, imposto de tudo que compram, INSS entre Outros tantos, eles merecem menos? Então senhor ANTÔNIO antes de sair falando o que não sabe se informa primeiro, busque mais conhecimento do que não sabe para não falar merda, se não tem algo há a acrescentar, ou algo positivo não venha fazer pouco caso dessas pessoas pq eles já sofrem tanto é não merecem vê um comentário como o seu, peço a Deus que jamais vc passe o que eles passam passar bem.

      • Aonde está a limitação da Fibromialgia???? Invalidez por uma doença subjetiva???? Pontos de gatilho???
        Mera indolência, isso sim…
        Nada que uma ocupação não trate perfeitamente!!!
        INSS falha demais, eu concordo, mas se afastar por Fibromialgia é uma chacota!!!
        Nós, brasileiros, precisamos de mais trabalho e menos assistencialismo.

  2. Você é ridículo,queria que você sentisse somente uma semana as dores de quem tem fibromialgia, já tive uma pessoa da minha família que dizia que era frescura e uma certa vez ele sentiu por mais de um mês dores que nenhum remédio passava, espero que isto aconteça com você para você nunca mais debochar de quem tem fibromialgia.

  3. Funcionalismo público é um lixo. São arrogantes, despreparados, incompetentes e muchas otras cosas más. E ainda se gabam de ter passado numa provinha de decoreba por que passou anos estudando e o conteúdo entrou por osmose na cabeça, mas depois se acomodam e fazem o que dá na telha, por que não podem ser demitidos. Fosse eu presidente dessa joça que chamam de país, eu iria pôr essa gente na linha. E que comece o mi,mi,mi.

  4. Quer saber o que é o INSS precise pra você saber o que é humilhação que começa na espera por horas e horas pra pessoa ser atendida e quando vai pra sala do médico é desespero as pessoas vão sabendo que eles vão negar e nem olham os laudos médicos,e as pessoas saem chorando,e o que eles decidirem está decidido, depois você entra com o recurso e recorre ao próprio INSS e os próprios funcionários dizem que leva anos e anos pra eles analisarem o recurso,e que é melhor esperar trinta dias pra marcar uma nova perícia que é outro absurdo, porque o benéfico é negado e a pessoa ainda tem que esperar trinta dias pra agendar uma nova perícia que é outra demora e tem que esperar outros trinta dias ou mais.Sabe porque o INSS humilha tanto as pessoas porque é a classe trabalhadora que precisa, porque se fosse a classe rica era tratada com muito dignidade e sim senhor.
    O INSS não tem concorrente e o desconto do salário é automático já vem no contracheque descontado do trabalhador direto pro INSS e o trabalhador nem ver esse dinheiro.
    A imprensa poderia fazer reportagens ajudar o povo que está jogado a própria sorte sobre os mal atendimentos do INSS.Porque as pessoa vão pro INSS doente saem pior.

  5. Vc deveria se informar primeiro para depois sair fazendo comentários, ninguém em nenhum momento falou que em grandes empresas não tem pessoas com diversas doenças crônicas graves ou limitações físicas, há tantas doenças que vc desconhece nesse mundo na verdade vc só conhece as doenças relacionadas a trabalho em grandes, que deve ser onde vc trabalha, quer dizer que quem trabalha em empresas menores nao sente nada, nao podem ter doenças graves? nao quer dizer que quem tem fibromialgia não tem direito igual a quem tem uma doença crônica ou limitações, para vc que não está informado as pessoas portadoras dessa síndrome são pessoas debilitadas pela dor, vc acha que uma pessoa quer passa 24 horas do seu dia sentindo dor? Vc acha que uma pessoa quer ter sua vida parada por causa da dor? Vc acha que uma pessoa quer passa dias deitado numa cama de hospital tomando diversos medicamentos para “aliviar” “não curar porquê essa doença não tem cura” dor? Tenho a plena certeza de que essas pessoas renunciariam esse “GRANDE BENEFÍCIO” em troca de não terem que passar por tudo que eles passam, seja mais empático pelos outros, nós seres humanos somos tão desprezível a ponto de apontar o dedo na cara dos outros e desmerece-los porque a doença dele e menos que qualquer outra? Tenho certeza que não, eles tem a obrigação de correr atrás dos seus direitos igual qualquer um, se eles pagam IPTU, imposto de tudo que compram, INSS entre Outros tantos, eles merecem menos? Então senhor ANTÔNIO antes de sair falando o que não sabe se informa primeiro, busque mais conhecimento do que não sabe para não falar merda, se não tem algo há a acrescentar, ou algo positivo não venha fazer pouco caso dessas pessoas pq eles já sofrem tanto é não merecem vê um comentário como o seu, peço a Deus que jamais vc passe o que eles passam passar bem.

  6. Sr. Antonio empatia, ou seja, se colocar no lugar do outro é virtude a ser desenvolvida por nós seres humanos para não nos tornarmos massa bruta. Provérbios chinês diz, que temos dois ouvidos e uma boca para falarmos menos e ouvirmos mais. Se poupe de falar o que não tem propriedade. O sr tem fibromialgia? Já conviveu com um fibromiálgico? Caso negativo, nos poupe de ouvir tamanha barbárie… quer meus sapatos emprestados para saber por onde andei? Sente as dores que sinto? Passou pelos traumas e angústicas que passei? Certamente as doenças autoimunes são criadas por um subconsciente preso e sofrido de crenças limitantes, mas nenhum ser humano conscientemente quer doença para si e digo ainda mais, ninguém está livre! Não quero ser vítima, nem sou; muito menos preciso de vilã para sentenciar um preconceito a minha e a tantos… mais HUMANIDADE! mais RESPEITO! SOMOS CIDADÃOS E PAGAMOS NOSSOS IMPOSTOS. Decerto com este discurso, passa-nos a cabeça que pode vim de um patrão desumano, tirano, aproveitador e sonegador de imposto!
    HOMEM TAMBÉM PODE TER FIBROMIÁLGIA OU QUALQUER OUTRA DOENÇA!
    ” Com o tempo você aprende que com a mesma severidade que você julga, um dia será condenado” Willian Shakespeare.

  7. Tenho fibromialgia, e junto a ela vieram vários transtornos como perda de massa óssea na coluna cervical e lombar, meus dentes superiores quebraram-se todos. Além das fortes dores, tenho crises depressivas. Tenho 55 anos e antes dessa doença, meu maior prazer era trabalhar, e eu trabalhava muito. Por tanto “senhor” António, ñ julgue o q ñ sabe. E quanto ao perito q me examinou é um ser q ñ consigo encontrar palavras para descreve-lo. Digo ser, pq tenho certeza q humano ele ñ é.

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome