Associação da GCM de Petrolina pede saída de secretário executivo de Segurança Pública

por Carlos Britto // 26 de outubro de 2022 às 06:20

Foto: Deivid Menezes/Ascom PMP GCM

O secretário executivo de Segurança Pública da Prefeitura de Petrolina, Marcondes Inácio da Silva, ficou na berlinda após a Associação dos Guardas Municipais (Aguamp) pedir sua exoneração do cargo.

Em nota enviada à imprensa, a entidade representativa da Guarda Civil Municipal (GCM) alega que Marcondes tem feito mudanças administrativas questionáveis que têm levado a tropa à exaustão e ao estresse no trabalho.

Esse seria um dos motivos para o pedido da saída de Marcondes, que também tem adotado uma “postura ditatorial”, concentrando para si todas as decisões administrativas referentes à instituição. A nota na íntegra pode ser acessada pelo link disponível no Blog.

Associação da GCM de Petrolina pede saída de secretário executivo de Segurança Pública

  1. Postura ditatorial adotou o Senador Fernando Bezerra Coelho,Miguel Coelho e o Prefeito atual quando trata os guardas municipais como a ” galinha de ouro ” do executivo Municipal.Tem vigilantes na guarda municipal que entraram por uma lei 502/94 e nós,vigilantes de portaria, somos discriminados com a nomenclatura de “GASP” sendo tratados como lixos pois temos um bando do irresponsável que não são punidos.Tudo de bom só vem pra essa guarda municipal. Eu sou vigilante e vejo o coronel como um homem franco,sincero e que só falha por não conversar com os Vigilantes que tem ótimas idéias pra o ilustre coronel.Tentei falar pessoalmente com o mesmo mas não consigo.O Presidente do SINDSEMP é covarde com a gente(GASP INCONSTITUCIONAL).

  2. Aryfax Anjos Almeida disse:

    Problema de todos os administradores e nao conversar os companheiros de trabalho que estão com vocês todos os dias e tem suas opiniões.

  3. Aécio Silva disse:

    Complicado viu Mauríllo, os prefeitos criaram as guardas municipais com o sonho de serem uma espécie de chefe de polícia. O que por lei não é o caso. Eles pensam ter uma “tropa” em suas mãos. Isso mesmo, tropa, no sentido militar!! Tudo não passa de uma grande ilusão baseadas em interpretação particular da legislação federal.

  4. Wellington Mendes disse:

    Vigilante, são regidos pela lei 7102/83 portaria específica da policia FEDERAL, GCMs são servidores públicos regulamentado pela CF 88 no artigo 144 parágrafo 8,e lei 13.022 concursados com corregedoria e ouvidoria não se pode de comparar com todo os respeito aos vigilantes.

  5. Cidadão disse:

    Não sei se procede mais a queixa dos gurdas é pq esse novo chefe pede que a guarda faça o serviço deles que é cuidar do patrimônio e não de polícia pq polícia é polícia guarda como o nome já diz é guarda

  6. José Lula disse:

    Haja dinheiro gasto com bobagem. Tantas ruas precisando serem calçadas e dinheiro indo para o ralo.

  7. Martins disse:

    É uma vergonha essa guarda, cargos ocupadas por quem compra gabaritos…

  8. Séria interessante oferecer denúncia no ministério público, é uma acusação muito séria.

  9. Será, acho que tá havendo má, interpretação GCM cuida de bens, serviços e instalações, não existem o termo patrimônio no artigo 144 CF, as GCMs também participam na segurança pública, pois estão inseridas na lei 13.675 Susp sistema único de segurança pública. É a lei 13.022 está em pleno vigor.

  10. Roger Goulart Ferreira disse:

    Guarda municipal não é polícia, onde se usa o termo “tropa” nesse caso? Guarda é guarda, polícia é polícia. Vão cuidar do patrimônio público municipal que é o trabalho de vocês. Odeio a ideia de ter que pagar duas vezes o meu imposto.

  11. felipe rosa disse:

    Os Municípios não possuem polícias, pelo menos não enquanto órgãos policiais de segurança pública. Entretanto, podem instituir guardas municipais destinadas à proteção de seus bens, serviços e instalações (proteção do patrimônio público municipal), conforme dispuser a lei. em questao de prender qualquer um do povo pode quando encontrado em flagrante delito,embora eu seja a favor quantos mais zelando pela a segurança da populaçao melhor policia ,guarda ,vigilante etc.cadeia para vagabudo

  12. petrolina disse:

    A Sexta Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ) reforçou o entendimento de que a guarda municipal, por não estar entre os órgãos de segurança pública previstos pela Constituição Federal, não pode exercer atribuições das polícias civis e militares. Para o colegiado, a sua atuação deve se limitar à proteção de bens, serviços e instalações do município.

    O colegiado também considerou que só em situações absolutamente excepcionais a guarda pode realizar a abordagem de pessoas e a busca pessoal, quando a ação se mostrar diretamente relacionada à finalidade da corporação.

  13. André disse:

    O rol do art 144 da CF é taxativo: I – Polícia Federal
    II – Polícia Rodoviária Federal, III – Polícia Ferroviária Federal, IV – Polícias Civis, V – Polícias militares e Corpo de bombeiros militares, VI – Polícias Penais Federal, Estaduais e Distrital.

  14. Caso específico da sexta turma, na realidade o pagador de impostos quando em iminente perigo de vida né su quer saber quem vai lhes socorrer. Seja PM, GCM polícia civil vivemos uma crise na segurança pública, de duas policiais estaduais de ciclos incompletos, e as GCMs ainda questionada por pseudo intelectuais.

  15. Não entendi as GCMs não querem usurpar o trabalho da policia, real polícia é polícia guarda é guarda, é só uma questão de nomeclatura, poder de polícia é regra no artigo 78 do CTN código tributário nacional,. As GCMs pela lei federal 13.022 são órgão de apoio as forças de segurança e ajudam bastante são Paulo é exemplo que dá certo, as GCMs trabalham em perfeita harmonia com a PM e polícia civil e até federal . tem bandido pra todo Mundo..

  16. A segurança pública tá ótima, bom séria se as GCMs não tivesse vc que atender ocorrência de polícia, somente bens, serviços e instalações

  17. Samuel disse:

    Não amigo niguem tá negando o valor da guarda que estar se dizendo que a lei impõe limites e deixando claro que guarda não é policia como alguns da corporação se entetula ,guarda é guarda,polícia é policia,vigilante é vigilante.

  18. As GCMs não querem usurpar serviços, se estas estão em evidência e agindo cada vez mais ga segurança pública, é culpa de alguém ou de gestões não dás gcms no meu Estado são Paulo, as GCMs são atuantes e desenvolve um trabalho de excelência, inseridos na Susp sistema único de segurança pública, e colaborando muito na segurança pública, alguns municípios com efetivo maiores que PMs, ontem em Capivari um GCM tomou um tiro de fuzil aí atender ocorrência de roubo de carga, serviço que séria da PM, no entanto cadê o efetivo da PM? E o pagador de impostos municipais não quer saber quem vai lhes socorrer seja PM, GCM polícia federal etc.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.