Artistas regionais lançam minilivros dançantes por meio de projeto cultural

por Carlos Britto // 31 de maio de 2021 às 21:30

Coletivo Trippé lançou nesta segunda-feira (31) uma coleção de minilivros dançantes, com a proposta de levar um espetáculo de dança dentro do bolso. Os artistas da região do Vale do São Francisco se juntaram para comemorar os 10 anos do Coletivo com o projeto de uma série de “flipbook”, que são livrinhos que ao paginar revela um filme analógico.

Folheando as páginas dos minilivros é possível assistir trechos coreográficos dos espetáculos No Caminho das Alimentadeiras (2013), Meu Querido Catavento (2014), Fraturas (2015), Cordear (2016), Janelas Para Navegar Mundos (2017), Tudophone (2018) e Debaixo D’Água (2018), assim possibilitando acompanhar o desenvolvimento das pesquisas coreográficas e o repertório do coletivo. A caixa da coleção também conta com elementos utilizados em cena, como tecidos de figurinos, material de máscaras e cenários, assim o público se aproxima das obras.

Para acompanhar as atividades do Coletivo Trippé, o público pode acessar seus perfis no Instagram (@trippecoletivo) e no Facebook (@coletivotrippe). O projeto tem apoio financeiro do Estado da Bahia através da Secretaria de Cultura e da Fundação Cultural do Estado da Bahia (Programa Aldir Blanc Bahia) via Lei Aldir Blanc, direcionada pela Secretaria Especial da Cultural do Ministério do Turismo, Governo Federal.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.