Artistas regionais lançam minilivros dançantes por meio de projeto cultural

0

Coletivo Trippé lançou nesta segunda-feira (31) uma coleção de minilivros dançantes, com a proposta de levar um espetáculo de dança dentro do bolso. Os artistas da região do Vale do São Francisco se juntaram para comemorar os 10 anos do Coletivo com o projeto de uma série de “flipbook”, que são livrinhos que ao paginar revela um filme analógico.

Folheando as páginas dos minilivros é possível assistir trechos coreográficos dos espetáculos No Caminho das Alimentadeiras (2013), Meu Querido Catavento (2014), Fraturas (2015), Cordear (2016), Janelas Para Navegar Mundos (2017), Tudophone (2018) e Debaixo D’Água (2018), assim possibilitando acompanhar o desenvolvimento das pesquisas coreográficas e o repertório do coletivo. A caixa da coleção também conta com elementos utilizados em cena, como tecidos de figurinos, material de máscaras e cenários, assim o público se aproxima das obras.

Para acompanhar as atividades do Coletivo Trippé, o público pode acessar seus perfis no Instagram (@trippecoletivo) e no Facebook (@coletivotrippe). O projeto tem apoio financeiro do Estado da Bahia através da Secretaria de Cultura e da Fundação Cultural do Estado da Bahia (Programa Aldir Blanc Bahia) via Lei Aldir Blanc, direcionada pela Secretaria Especial da Cultural do Ministério do Turismo, Governo Federal.

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome

19 − três =