Artigo do leitor: “Só Deus sabe se as mudanças serão direcionadas em rumos acertados”

1

ALBERTO DE ANDRADE SILVA - FOTO (ALTERNATIVA)Para o leitor e colaborador do Blog, Alberto de Andrade Silva, a prisão histórica do deputado federal Natan Donadon – o primeiro a ir para as grades exercendo mandato – não convenceu por inteiro.

Segundo Alberto, o fato está mais para miragem no deserto do que para uma mudança, de fato, na realidade político-administrativa do País. Confiram:

Dizem que antes ele tentou encontrar brechas para escapar, mas não conseguiu. Não basta prendê-lo. Faça-o devolver com juros o que foi roubado do erário rondoniense.

Além da cassação do seu mandato de deputado, sem tomar os R$ 8 milhões que foram surrupiados, seria mais um notório erro da justiça, estimulando brasileiros da mesma laia à mesma prática de desonestidade.

Tanto é que já comentam por aí ser vantajoso ficar preso em aposento de luxo, com a grana amoitada, para logo estar livre e solto por obra da arte de advogados e juízes do diabo.

No caso em referência, uma farsa bastante visível para iludir os brasileiros de boa fé que estão nas rodovias e praças públicas protestando e clamando por justiça social, neste Brasil dos brasileiros, com algumas exceções, empoleirado por políticos altamente corruptos que sempre impediram a prosperidade nacional, da qual sua população tanto depende para viver dignamente.

Diante das constantes turbulências, aguardam-se ansiosamente novos acontecimentos. Para melhorar…?

Sabe-se que vamos enfrentar muitas mudanças e transformações. E só Deus sabe se serão direcionadas em rumos acertados, sem vacilação.

Alberto de Andrade Silva/Formador de Opinião

1 COMENTÁRIO

  1. Não basta protestar uma vez. Tem que ficar de olho, fiscalizar. Com o Juiz Nicolau Lalau foi a mesma coisa. Ele roubou, salvo engano 50 milhões. Ficou alguns dias na prisão. Ficou com depressão, como 90% dos presos brasileiros devem ter, e saiu para ficar morando na sua mansão, provavelmente comprada com nosso dinheiro. Nunca devolveu um centavo.

    Dessa forma, a corrupção é um crime que compensa. O sujeito desvia lá seus 8 milhões, garante o sustento da família com luxo pelo resto da vida, em troca de um ou dois anos afastado do convívio, no máximo. Ainda temos muitos motivos para protestar…

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome