Artigo do leitor: “A vitória do povo”

6

Em email a este Blog, o advogado Sebastião Leite fala sobre as manifestações e a rejeição aos políticos com algum indício de comprometimento ético. De acordo com ele, o combate à corrupção e o fortalecimento da justiça foram os pilares dos protestos.

Acompanhe:

Fiquei encantado com a sabedoria do povo brasileiro. Somos, sem a menor dúvida, um povo inteligente. Sabemos avaliar e identificar o nosso contexto. Mais que isso: sabemos ser duros, firmes e implacáveis com as coisas ilícitas e, principalmente, sabemos ser amáveis, doces e protetores ao que nos é importante: a nação e a justiça. 

As manifestações do dia 13 de março apresentaram com extrema clareza a visão das pessoas. Mais que a destituição de um governo frágil e de um partido que traiu a confiança da nação, o combate à corrupção e o fortalecimento da justiça foram os pilares dos protestos. 

A inequívoca rejeição aos políticos com algum indício de comprometimento ético foi reiteradamente expressa pelos manifestantes, independente do seu partido. Foi, de verdade, um evento político tutelado pelo povo de maneira coletiva e individual. E olha que já foi reconhecido como o maior evento público da história do Brasil. 

Políticos de todas as bandeiras devem entender e tomar atitudes claras, eficientes e rápidas para recuperar (ou mesmo, criar) o prestígio para conduzir os destinos da nação. O Estado Democrático de Direto já não suporta qualquer tipo de desvio ético ou moral da classe que conduz as políticas públicas. 

Uma profunda e verdadeira reforma política é o primeiro passo. As campanhas precisam ser mais baratas e mais inteligentes. Precisa-se eleger mais o projeto e menos a pessoa ou o partido. Por mais honesto que seja o candidato, ele não pode ser eleito devendo compromissos financeiros de campanha. Aí se germina a semente da corrupção. 

É urgente que o comprovado desvio de recursos públicos para interesses escusos ou privados seja punido como crime hediondo. Há muito que se sabe que a impunidade contribui para a evolução dos crimes de toda ordem. 

Acordei mais feliz com o meu Brasil. Estou orgulhoso dos meus irmãos brasileiros. Estou convencido que, juntos e individualmente, fazemos diferença. Eleger um representante não significa outorgar-lhe autoridade plena. Não pode, o eleito, de acordo com as conveniências e circunstâncias  de particulares e ou de grupos  ultrapassar  a linha  do que é  legal, ético e moral. Aliás, está no primeiro artigo da Constituição Federal: “Todo o poder emana do povo”. 

Um novo país começa a nascer!

Sebastião leite/Advogado

6 COMENTÁRIOS

  1. Belo texto, Dr Sebastião. Espero que os políticos se toquem. Que as manifestações de domingo sejam prenúncio de uma nova forma de conduzir a coisa pública.
    Político corrupto merece pena em dobro. É isso!

  2. Gostei demais!
    Sou mulher e estou envergonhada de Dilma e de todos os políticos.
    Concordo com o advogado quando ele diz que a pena dos políticos deve ser dobrada. Político corrupto é igual policial bandido. São bandidos piores.
    Tomara que a classe política tome vergonha na cara.

  3. Sábias palavras. Nos aproximamos de eleições municipais e veremos as reais intenções de mudança, se de fato estão dispostos a “cortar na carne”, ou apenas ficar bem na self como ativista político… Avante nobre advogado, de fato carecemos de uma boa dose de ações para que este cenário mude, inclusive sendo mais ativos na política. Vale ressaltar que muitos de nós o alimentamos colocando as pessoas erradas no poder e no velho inculturado “jeitinho brasileiro”.

  4. Eu particularmente não acredito no fim da corrupção; Porém para sermos um povo inteligente eu acreditaria se fossemos para as ruas pedir: FIM da REELEIÇÃO de Deputados e Senadores ou pelos menos limitasse um tempo de mandato; pois eles se eternizam no mandato passando de PAI para FILHO, NETO, BISNETO etc. Também o FIM do FINANCIAMENTO DE CAMPANHA. Pois imagine o seguinte: este ano temos eleições municipais; agora compare: digamos que o salário base de um prefeito chegue a R$ 30.000,00., isso significa que em 04 anos ele ganhará R$ 1.400.000,00; imaginemos que a CAMPANHA dele custou por baixo R$ 5.000.000,00.. Nesse caso a matemática não fecha. E aí entra a CORRUPÇÃO ele vai tirar de todo meio essa diferença. Então vivemos num país em que a CORRUPÇÃO faz parte do cidadão e principalmente daqueles que estão no PODER.

  5. como seria a opiniao do nobre amigo se ao inves de advogado ele fosse um servente de pedreiro sera que ele teria a mesma opiniao ou seja existem mais serventes de pedreiro do que advogados

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome

16 − 15 =