Arcebispo de Olinda e Recife se junta a parlamentares contra instalação de usina nuclear no Sertão pernambucano

2
Foto: Rafael Furtado/Folha de PE

O plano de construção de uma usina nuclear no município de Itacuruba, que fica às margens do rio São Francisco, no Sertão de Pernambuco, foi tema de reunião na Cúria Metropolitana do Recife, localizada no bairro das Graças, área central do Recife, nesta segunda-feira (17). O arcebispo de Olinda e Recife, dom Fernando Saburido, convocou para a reunião representantes de movimentos sociais e deputados pernambucanos.

A ação tem o propósito de barrar a pretensão do Governo Federal de construir quatro a oito usinas nucleares no Brasil, incluindo a de Itacuruba, como indica o Plano Nacional de Energia 2030, datado de 2006. Segundo dom Fernando, uma usina nuclear às margens do rio São Francisco pode prejudicar muitas pessoas que vivem na área.

Como Igreja, não podemos ficar indiferente a essa questão. Reunimos pessoas que tenham o poder de barrar esse projeto. Queremos dialogar e conscientizar a população sobre a gravidade da situação“, afirmou o arcebispo. De acordo com o professor aposentado do curso de engenharia elétrica da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), Heitor Scalambrini, no local previsto para a construção da usina mora uma população indígena e quilombola grande, que teria de ser retirada caso fosse instalada.

O País não precisa de usina nuclear para produzir energia elétrica. Os riscos são muito grandes. Imagine o vazamento de material radioativo no rio São Francisco, que passa por sete estados, atinge 506 municípios e cerca de 20 milhões de pessoas que dependem diretamente do rio”, afirmou. Estiveram presentes no encontro o bispo da diocese de Floresta, dom Gabriel Marchesi; o responsável pela Pastoral Social da diocese, padre Luciano Aguiar; e uma comitiva do Conselho Indigenista Missionário e da comissão de pastoral de Pescadores. (Fonte: Folha de PE)

2 COMENTÁRIOS

  1. O Arcebispo esta corretíssimo , nós não precisamos de usina nuclear, Ja integrantes do governo federal perderam de vez à inteligência. Temos sol em abundância ;temos vento ,então podemos ter ENERGIA SOLAR !!! ENERGIA EÓLICA! !! Gente do governo tenham um pouco mais de sabedoria ,faz bem .

  2. O arcebispo está erradíssimo, precisamos de energia barata e limpa que o nosso povo possa pagar, e a energia nuclear é a melhor neste quesito. A energia nuclear está cada vez mais segura e mais limpa, ao contrário dessas porcarias de eólicas e solares que trazem prejuízos para a fauna e flora do local, além de ocuparem grandes áreas e terem produtividade muito abaixo do necessário, o que se traduz em preços mais elevados. Digamos sim à energia nuclear! Esse pessoal acha que estamos na URSS e seus reatores RBMK, peças de propagandas do Império soviético, cheios de falhas e que resultaram no desastre de Chernobyl.

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome